A SAD do Sporting já começou a enviar notificações aos jogadores da equipa principal de futebol que rescindiram de forma unilateral com o clube, alegando justa causa, exigindo compensações pelas cláusulas de rescisão. No total, o valor que os leões reclamam junto dos nove jogadores chega a 535 milhões de euros, avança o Jornal de Negócios.

Bruno Fernandes é o atleta com a cláusula de rescisão mais elevada: 100 milhões de euros, seguindo-se Gelson Martins, Bas Dost, Battaglia, Podence e Rúben Ribeiro, com cláusulas de 60 milhões. As notificações terão sido enviadas nos casos em que o prazo de sete dias para reverter o pedido de rescisão já foi ultrapassado. A mesma formalidade será seguida nos casos de jogadores que rescindiram mais tarde, casos de Rafael Leão e Rodrigo Battaglia.

Além disso, avança o Negócios, os clubes que venham a contratar qualquer um desses atletas também serão notificados no sentido de pagarem ao Sporting o valor definido na cláusula de rescisão — algo que já terá sido feito com o Wolverhampton Wanderers, clube britânico orientado pelo português Nuno Espírito Santo, que anunciou a contratação do guarda-redes Rui Patrício. Para sustentar essa prática, o clube lenino alega que os clubes em questão terão aliciado os atletas à revelia do Sporting e, como tal, terão de compensar o clube.

Auditor do Sporting alerta que rescisões ameaçam SAD