O Supremo Tribunal de Justiça confirmou a condenação a 10 anos de prisão de um técnico superior dos centros de Emprego de Penafiel e Lamego, por corrupção, anunciou esta terça-feira a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Em nota publicada na sua página oficial, aquela procuradoria refere que o arguido foi condenado por 32 crimes de corrupção passiva. O arguido desempenhou, entre 2001 e 2008, as funções de técnico superior nos centros de Emprego de Penafiel e Lamego e era responsável pela instrução e análise técnica e financeira de projetos de um programa destinado a apoiar a criação de postos de trabalho.

O tribunal deu como provado que o arguido recebeu contrapartidas financeiras para efetuar propostas favoráveis de financiamento no âmbito daquele programa.