A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve três cidadãos portugueses no Aeroporto Internacional de Maputo na posse de 16,5 quilos de uma droga não identificada, noticiou a agência Lusa.

Tratou-se da maior apreensão de drogas de sempre no Aeroporto Internacional de Maputo”, disse Leonel Muchina, porta-voz da PRM na cidade de Maputo, à Lusa.

Uma mulher, de idade desconhecida, o seu namorado, de 32 anos, e o filho dela, de 19 anos, tentavam embarcar para Lisboa na passada quinta-feira, quando as autoridades detetaram substâncias proibidas dissimuladas no interior de três malas durante as operações de fiscalização.

Confrontada pelas autoridades, a mulher recusou-se a falar. O namorado e o filho disseram que não sabiam como é que a droga apareceu nas suas malas de viagem.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ainda não sabemos ao certo que tipo de droga é esta, mas presume-se que seja cocaína (…). Estava camuflada em três malas”, explicou o porta-voz da polícia moçambicana.

A polícia moçambicana não quis avançar detalhes para não “prejudicar as investigações”. Os três portugueses estão detidos na 18.ª esquadra da cidade de Maputo.