Mercedes-Benz

Afinal, o Mercedes AMG Project One é apenas… One

À medida que se aproxima o Salão de Paris, a Mercedes vai abrindo o jogo em relação à versão definitiva do seu Project One, um dos melhores superdesportivos de sempre, com uma mecânica herdada da F1.

Afinal, o Project One, o superdesportivo da Mercedes AMG, vai chamar-se apenas One, quando for entregue aos clientes que encomendaram as 275 unidades e começar a circular na via pública.

À medida que o Salão de Paris se aproxima, a Mercedes apressa-se a arrumar tudo o que diz respeito ao seu superdesportivo, até agora conhecido como Project One. E há novidades. Não em relação ao nível da potência, que deverá ser superior a 1.000 cv, embora ainda não haja confirmação, mas no que toca à denominação, o que poderá não ser o mais interessante para quem vai passar o cheque de 2,2 milhões de euros, mais impostos.

Segundo a Mercedes, o seu braço desportivo, a AMG, vai apresentar a versão definitiva do exuberante Project One e este vai chamar-se apenas One. Mas não se aflija, pois o que verdadeiramente importa, especialmente para quem se quer deliciar com um modelo homologado para circular na estrada, mas que recorre a uma mecânica de um F1, é qual é o seu potencial enquanto veículo capaz de estimular emoções e gozo, tanto a acelerar como a curvar e a travar.

A Mercedes AMG não vai estar sozinha no universo dos superdesportivos, com a Red Bull/Aston Martin a anunciarem para breve o seu representante, o Valkyrie, e a Ferrari a garantir que não vai ficar sentada à espera de ser ultrapassada.

O One promete grande capacidade de aceleração com o pequeno motor de F1, ou seja, o 1.6 turbo com cerca de 700 cv, reforçado por quatro motores eléctricos – dois no eixo anterior e um a completar a potência do motor a combustão –, o que eleva a potência total para mais de 1.000 cv (provavelmente ao redor de 1.100 cv), o que será aliado a um peso reduzido, em virtude de o modelo montar uma bateria pequena. Mas a Mercedes AMG também faz questão de recordar que os conhecimentos herdados pela competição foram igualmente utilizados no capítulo do chassi.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt
Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
248

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)