A dívida do Estado timorense à maior operadora de telecomunicações do país aumentou mais de 250 mil dólares em setembro, atingindo os 9,3 milhões de dólares (cerca de oito milhões de euros), segundo dados obtidos pela Lusa. O valor da dívida, a maior parte acumulada há vários anos, representa 82,5% do total da dívida dos clientes à Timor Telecom (TT), sendo que não há ainda calendário para a regularização, disse fonte da operadora à Lusa.

Nos últimos três meses, a dívida do Estado à TT cresceu 653 mil dólares, de acordo com o balanço de informação financeira da operadora. Globalmente, a TT tinha a receber dos clientes, até final de setembro, 11,28 milhões de dólares.

O Orçamento Geral do Estado para 2018, aprovado no fim do mês passado, com o país a viver de duodécimos desde janeiro, inclui 87 milhões de dólares (75 milhões de euros) para pagar dívidas e obrigações em atraso. Desse total fazem parte 4,5 milhões para pagamento de dívidas à Timor Telecom.

Além da dívida do Estado, os clientes empresariais deviam à TT, no final de setembro, a 1,6 milhões de dólares, dos quais mais de um milhão é uma dívida antiga que a operadora já aprovisionou, disseram fontes da TT. Neste caso, a dívida continua a ser inscrita nas contas e resultados da TT porque em vários casos ainda estão a decorrer processos judiciais. A dívida dos clientes residenciais é de 365 mil dólares.