Rádio Observador

Inovação

Robot australiano capaz de construir uma casa com 5 divisões em menos de 3 dias

333

O "Hadrian X" consiste num braço robótico montado sobre um trator de construção com a capacidade de manusear mil tijolos por hora.

(foto de um "Hadrian X", o camião com o braço robótico) -- fonte: The Urban Developer theurbandeveloper.com

A empresa australiana FBR sediada na cidade Perth, antigamente conhecida por Fastbrick Robotics, conseguiu construir uma casa com uma área de 180 metros quadrados com cinco divisões [três quartos e duas casas de banho], utilizando um robot especializado no manuseamento de materiais de construção.

Trata-se do “Hadrian X”, vencedor do prémio Excellence in Construction Innovation em 2018, que consiste num braço robótico montado sobre um trator de construção com a capacidade de manusear mil tijolos por hora. A sua eficácia diminui drasticamente o tempo de construção de um edifício [já que em média um trabalhador das obras consegue utilizar 400 tijolos por hora] e pode ser ainda montado para atuar em várias superfícies, tais como carris, barcos, gruas e canais.

O que se conseguiu com o programa foi um salto significativo para a indústria da construção”, explicou Mike Pivac, presidente executivo da FBR, à Urban Developer.

Acrescentou ainda que a empresa “tem o único robot automático no mundo capaz de otimizar o tempo da construção com tijolos. Há um mercado vasto e próspero à espera desta inovação.”

Esta semana a australiana registou um aumento percentual de 21% do valor de mercado das suas ações, e de acordo com Pivac a FBR está pronta para entrar numa nova fase, a de globalização: “à medida que executamos a nossa estratégia de comercialização à escala global, para capitalizar a procura pela nossa tecnologia, estamos também felizes pelos resultados que temos tido”, “tudo aponta para que o potencial da nossa tecnologia possa mudar o modo de funcionamento da indústria da construção civil”, concluiu.

São iniciativas e avanços tecnológicos como o “Hadrian X” que num futuro próximo poderão vir a solucionar a crescente falta de mão de obra trabalhadora, bem como a necessidade de alojar a população cada vez mais numerosa do planeta.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)