O regulador espanhol dos mercados e da concorrência (CNMC) multou a Galp Gas Natural SA por “manipulação do mercado de gás natural”, uma infração considerada “grave”. A coima é de 100 mil euros mas Galp teve desconto de 20% por ter pago voluntariamente.

O processo está relacionado com atividades no mercado em janeiro de 2017: “nos últimos segundos de negociação do produto [gás natural] com entrega no dia seguinte, [a Galp Gas Natural] comprou mínimas quantidades de gás, que fixaram o último preço diário num nível artificialmente alto”.

Segundo o comunicado colocado no site da CNMC, ao fazer essa negociação nos últimos segundos da negociação, a Galp “atuou de forma contrária à posição vendedora que tinha, nesse dia, no produto”. “Concretamente, comprou segundos antes do fecho da sessão a um preço que não tinha lógica económica, tendo em conta as transações de venda fechadas minutos antes”, explica o regulador.

Por esta manipulação de mercado, “foi imposta uma coima de 100 mil euros à empresa” mas “a quantia da multa foi reduzida em 20%, sobre a coima referida, por ter voluntariamente paga pela Galp Gas Natural”.