Rádio Observador

Venezuela

Nicolás Maduro aumenta 2,5 vezes salário mínimo e pensões na Venezuela

156

Relativamente às pensões dos venezuelanos, o aumento passou de 1.800 para 4.500 bolívares soberanos (de 18,58 para 46,46 euros à taxa de câmbio oficial Dicom).

O Presidente venezuelano falava desde o palácio presidencial de Miraflores, em Caracas

Cristian Hernández/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O Presidente da Venezuela anunciou esta sexta-feira um aumento de 2,5 vezes do salário mínimo mensal e das pensões dos venezuelanos, que passou de 1.800 para 4.500 bolívares soberanos (de 18,58 para 46,46 euros à taxa de câmbio oficial Dicom).

O anúncio ocorreu durante uma transmissão simultânea, obrigatória, pelas rádios e televisões do país, no qual Nicolás Maduro aumentou também 2,5 vezes o valor da criptomoeda venezuelana petro, que passou de 3.600 para 9.000 bolívares soberanos (de 37,17 euros para 92,93 euros à taxa Dicom).

O Presidente venezuelano falava desde o palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante uma reunião com o seu gabinete em que fez um balanço dos 100 dias da implementação do novo pacote de medidas económicas que eliminaram cinco zeros ao bolívar forte para introduzir o bolívar soberano, e que passaram pela subida do IVA de 12% para 16% e a ligação dos salários à criptomoeda petro. Segundo o chefe de Estado, o novo salário entra em vigor a partir de sábado, 1 de dezembro.

Também em dezembro, na primeira quinzena, será pago o bónus “menino Jesus” a seis milhões de venezuelanos, através do Cartão da Pátria, implementado pelo Partido Socialista Unido da Venezuela, do Governo, no valor de 2.500 bolívares soberanos (25,81 euros). “O primeiro passo para vencer a guerra económica foi criar o petro e estabelecer o seu preço, depois ligar o salário dos venezuelanos à nossa criptomoeda”, frisou.

Nicolás Maduro responsabilizou ainda o “dólar criminoso” (norte-americano) como principal fator de guerra económica contra a Venezuela e o povo venezuelano, desde o estrangeiro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Socialismo

Má-fé socialista /premium

José Miguel Pinto dos Santos
780

Não é a situação social em Portugal muito melhor que na Venezuela — e que nos outros países socialistas? Sim, mas quem está mais avançado na implantação do socialismo, Portugal ou Venezuela?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)