O papa Francisco está “preocupado” com a homossexualidade no clero, segundo excertos de um livro que será publicado brevemente, e que resulta de entrevistas ao líder da Igreja Católica. Em “A Força da Vocação”, de Fernando Prado, Francisco é citado a dizer que “nas nossas sociedades até parece que a homossexualidade está na moda”.

Segundo várias agências internacionais, como a Associated Press e a Ansa, no livro o papa afirma que é “um erro” o argumento de que ter gays em conventos “não é assim tão grave”.  Diz, aliás, que “não há lugar para esse tipo de afeição” entre os clérigos.

Nas entrevistas, o papa Francisco diz ainda que os homossexuais não deviam poder ser padres ou juntar-se a outras ordens religiosas, mesmo quando vivem ao serviço da igreja, da comunidade cristã e das “pessoas de Deus”.

Os ensinamentos da religião católica defendem que a atividade homossexual é um pecado. O livro “A Força da Vocação” é publicado a 3 de dezembro, em 10 línguas.