A moeda angolana continua a manter a tendência de estabilidade face à europeia e à norte-americana, depreciando-se esta quarta-feira ligeiramente face ao euro e apreciando-se em relação ao dólar, segundo dados do Banco Nacional de Angola (BNA).

Segundo o banco central angolano, a moeda europeia cotou-se esta quarta-feira nos 352,581 kwanzas/euro, face aos 350,251 kwanzas/euro de segunda-feira. Em relação à moeda europeia, e depois de há quase três semanas ter atingido mínimos históricos (355,057 kwanzas/euro), a angolana tem oscilado desde então entre os 350 e os 354 kwanzas/euro. Desde janeiro deste ano, quando valia 185,40 kwanzas/euro, a moeda angolana, porém, já se depreciou 47,416%.

Em relação à moeda norte-americana, a angolana apreciou-se ligeiramente para os 309,907, depois de se ter estabilizado nos 310,094 kwanzas/dólar desde quinta-feira. Desde janeiro, quando se situava nos 165,92 kwanzas/dólar, a moeda angolana depreciou-se 46,416%.

No mercado paralelo, a moeda europeia, depois de um pico em que atingiu há duas semanas valores superiores a 470 kwanzas/euro, tem-se mantido estável desde então entre os 440 e 460 kwanzas, com a norte-americana a situar-se entre os 390 e 410 kwanzas.

Acabadas as sessões de venda trissemanais de divisas em leilão aos bancos comerciais, iniciadas a 9 de janeiro último, o BNA está desde 1 de novembro a proceder a operações diárias, tendo indicado esta quarta-feira que, em dezembro, pretende colocar no mercado primário 1.200 milhões de dólares (1.054 milhões de euros).