As autoridades marítimas espanholas resgataram 33 pessoas de um bote que seguia à deriva há dois dias no mar de Alborán, segundo avança a agência Efe.

De acordo com informação prestada por uma porta-voz à agência, o bote foi encontrado esta quinta-feira pela equipa de investigação Hespérides, que procurava a embarcação desde que ela partiu da zona de Cabo de Água, cidade portuária da costa de Marrocos, no dia 18 de dezembro. Ao que tudo indica, o grupo era composto por vários migrantes que tentavam chegar a Espanha.

Para além dos 33 sobreviventes, seguiam a bordo outras 11 pessoas que morreram durante a viagem. Os cadáveres já foram entretanto trasladados para o porto de Almería. A Cruz Vermelha de Almería informou que um dos sobreviventes morreu entretanto, já no hospital.

O mesmo organismo explicitou ainda que, para além dos sobreviventes resgatados e dos mortos, há 12 desaparecidos.

A Efe garante que há ainda buscas a decorrer no mar de Alborán para resgatar outros três botes.