Um sismo de magnitude 5.5 na escala de Richter feriu dez pessoas e destruiu centenas de casas na província de Manica, centro de Moçambique, informou hoje o Instituto Nacional de Minas (INAMI). O abalo ocorreu no sábado, tendo o primeiro balanço dos danos sido divulgado esta segunda-feira.

“Como consequência deste sismo, foram reportados na província de Manica 10 feridos ligeiros e foram afetadas 427 casas, das quais 108 destruídas totalmente, 100 com fissuras graves e 219 com fissuras ligeiras”, lê-se num comunicado distribuído à imprensa. Entretanto, em Manica, as autoridades locais explicaram que mais de 600 casas ficaram destruídas na sequência do tremor de terra, com epicentro no Zimbabué.

O sismo fez-se sentir em cinco distritos de Manica, centro do país, tendo provocado maiores danos no distrito de Mossurize, disse à Lusa Fernando Samuel, administrador local. Mossurize faz fronteira com o distrito de Chipinge, no Zimbabué.

Foram necessários 15 segundos para que, segundo o administrador de Mossurize, 606 casas de construção precária fossem totalmente destruídas.

“Continuamos a fazer o levantamento dos danos causados pelo sismo”, acrescentou Fernando Samuel. Dados do governo local indicam que 12 famílias afetadas estão em abrigos improvisados e 50 tendas foram instaladas num centro de acolhimento. O governo precisa de outras 166 tendas para atender as famílias afetadas. O governo provincial ativou oito comités de gestão de risco na sequência do sismo.