No âmbito do Salon Rétromobile, que decorrerá em Paris, a Artcurial vai colocar à venda um Bugatti muito especial. Tão especial que quem levar a relíquia para casa terá de dar em troca entre 4 e 5 milhões de euros. Ou seja, para adquirir este Type 51 de 1931 será necessário desembolsar praticamente o dobro daquilo que custa um dos 500 Chiron que vão sair do “Atelier”.

O Type 51 que está agora à procura de um novo comprador que o queira integrar na sua colecção ou com ele disputar provas reservadas aos clássicos foi inicialmente adquirido pelo piloto francês Marcel Lehoux, com a sua estreia em pista a ter lugar no Grande Prémio da Algéria, tendo chegado a ser 6º classificado no GP do Mónaco.

O carro de corridas mais não era do que uma versão evoluída do 35B, embora mais potente (162 cv), tendo sido apenas produzidas 40 unidades. Esta, com o chassi nº 51128, passou depois para as mãos de outro piloto francês, Louis Trintignant, que viria a falecer em 1933, ao volante de um outro Bugatti, um Type 35C. Em resultado do trágico acontecimento, o Type 51 foi vendido pela viúva, mas acabaria por regressar às pistas pela mão de Maurice Trintignant, o irmão mais novo de Louis.

A guerra confinou-o ao celeiro da família, resguardado dos olhares bélicos. Contudo, quando o conflito terminou e o Bugatti poderia voltar ao activo, percebeu-se que já estava desactualizado face a adversários como o Alfa Romeo 158, por exemplo, ou o Maserati 4CL.

O exemplar que está à venda encontra-se na posse do mesmo proprietário desde 1992, sendo que, antes disso, foi alvo de um profundo restauro em 1974.