Há 15 meses que o Sporting não estava quatro jogos consecutivos sem vencer. Há 29 jogos que o Sporting não perdia em casa para o Campeonato. Nos últimos dez dérbis em Alvalade, o Sporting venceu apenas um. Não foi um final de tarde de domingo fácil para os leões, que perderam com estrondo em casa com o Benfica, podem ficar a 13 pontos da liderança e estão cada vez mais afundados no quarto lugar. Marcel Keizer, que chegou durante a primeira metade da temporada para pegar numa equipa que tinha ficado sem José Peseiro, perdeu o primeiro dérbi para o também estreante Bruno Lage e era, muito provavelmente, um dos mais inconformados com a goleada.

As declarações do treinador holandês no fim do jogo – interpretadas, talvez, como algo duras para com a exibição da equipa –, tiveram um aviso prévio. Na antevisão do dérbi, Keizer tinha explicado que nunca equaciona a derrota mas que, caso acontecesse, falaria no final da partida. “Nunca falo em perder e antes de um jogo só penso em ganhar. Há três resultados possíveis, falaremos depois do jogo. Só posso dizer que vai ser um bom jogo no nosso estádio”, afirmou o técnico. Depois de 97 minutos, quatro golos sofridos e apenas dois marcados e um jogo que deixou muito a desejar em todos os setores, do defensivo ao ofensivo, Marcel Keizer não teve meias palavras e disse aquilo que teria prometido quando explicou que falaria “depois do jogo”.

“Acho que pobre é muito pouco para descrever isto. Isto não foi o nosso jogo, os nossos passes não foram bons e ajudámos a outra equipa. Estávamos a correr muito mas não controlámos o jogo. Tivemos passes muito maus. Foi um jogo muito mau da nossa parte. Ganhámos a Taça da Liga e isso está ter consequências agora mas temos de nos preparar outra vez e continuar. Só temos dois dias para preparar o próximo jogo, é muito difícil mas temos de o fazer”, afirmou o treinador do Sporting, que explicou que a lesão de Mathieu e o esforço físico exigido aos jogadores nos dois jogos da Final Four da Taça da Liga teve implicações no dérbi deste domingo (assim como no jogo no Bonfim, a meio da semana, onde os leões não foram além de um empate).

O holandês deixou ainda uma palavra aos adeptos, garantindo que os jogadores estão “tristes como eles”, e reconheceu que “ganhar uma Taça e depois esta derrota não é fácil”. “Espero que continuem a apoiar, acho que vão continuar. Claro que é triste, mas é o desporto”, sentenciou Keizer, que revelou ainda que Nani não foi titular porque há “mais jogadores no banco e às vezes é preciso mudar” e que ainda não sabe se pode contar com Mathieu e Acuña na meia-final da Taça de Portugal, já na próxima quarta-feira, novamente contra o Benfica. Contas feitas, desde 2012/13 que o Sporting não somava cinco derrotas nas primeiras 20 jornadas da Primeira Liga e não sofria tantos golos (24): e é preciso recordar que essa temporada com Jesualdo Ferreira foi a pior de sempre do clube.