Depois dos GLAAD, foi a vez dos BAFTAs. Os prémio da academia britânica de cinema anunciaram que o nome do realizador de “Bohemian Rhapsody”, Bryan Singer, já não consta da lista de nomeados. O filme sobre os Queen e o seu mítico vocalista, Freddy Mercury, o grande vencedor dos Globos de Ouro, é candidato a sete categorias e assim irá manter-se apesar da “suspensão” do seu realizador. Singer está a ser acusado de várias décadas de abuso sexual de menores.

Num comunicado emitido esta quinta-feira, a academia britânica de cinema considerou que as acusações que recaem sobre Singer são “completamente inaceitáveis e incompatíveis” com os valores defendidos pelos prémios. A academia sabe que o realizador norte-americano tem negado os crimes de que é acusado, mas irá manter a suspensão em vigor até que os factos sejam devidamente esclarecidos.

“Os BAFTAs acreditam que toda a gente tem direito a uma carreira preenchida num ambiente profissional seguro, e vai continuar a colaborar com as indústrias do cinema, jogos e televisão para alcançar isso”, referia o comunicado, citado pela BBC.

Os alegados abusos sexuais de Byran Singer vieram a público na sequência de uma investigação da Atlantic, que deu a conhecer o testemunho de quatro homens que terão sido violados pelo realizador quando eram menores de idade. Singer negou todas as acusações, e em comunicado disse que tudo não passava de uma tentativa de ganhar dinheiro à custa do sucesso de “Bohemian Rhapsody”.

Realizador de “Bohemian Rhapsody” acusado de abuso sexual. Vítimas falam pela primeira vez

Apesar de o seu nome aparecer nos créditos do filme e nas listas das nomeações dos diferentes prémios da indústria cinematográfica, o realizador norte-americano foi despedido antes de a longa-metragem estar terminada por causa da sua constante “indisponibilidade”. Singer diz que isso aconteceu porque estava doente, mas quem participou ou colaborou de algum modo em “Bohemiam Rhapsody” fala em mal estar e de conflitos com vários atores.

Por enquanto, Bryan Singer continua entre os nomeados aos Óscares, que serão entregues a 24 de fevereiro. O filme sobre os Queen é candidato a cinco categorias, incluindo “Melhor Filme” e “Melhor Ator”. A cerimónia dos BAFTAs acontece este domingo.