Madeira

Vítima da derrocada sobre um restaurante na Madeira é jovem cozinheira de 23 anos

A queda de detritos deu-se por volta das 13h deste sábado, na Calheta, a sudoeste do Funchal. Proprietário do espaço afirma que as autoridades já tinham sido avisadas dos problemas estruturais

GREGÓRIO CUNHA/LUSA

Uma mulher de 23 anos morreu hoje na Calheta, na Madeira, na derrocada que atingiu um restaurante, confirmaram os bombeiros à agência Lusa.

A operação de retirada das pedras que caíram sobre o restaurante ainda decorre, disseram também os Bombeiros Voluntários da Calheta, que confirmaram que a vítima mortal é uma funcionária do restaurante, natural daquele concelho, que foi atingida pelas pedras que caíram na área da cozinha, tendo ficado soterrada.

A derrocada aconteceu cerca das 13:15 e caiu sobre um restaurante situado junto à marginal da Calheta, numa extremidade da escarpa onde decorrem obras de consolidação por um período de três meses, até ao final de março.

Os trabalhos motivaram o encerramento temporário dos restaurantes da Marina da Calheta, que fica no sopé a escarpa, que se estende ao longo da avenida marginal da vila, mas o que hoje foi atingido continuou a funcionar normalmente.

O proprietário do restaurante, Manuel Jardim Barbosa, disse à agência Lusa que não compreende porque motivo o projeto de consolidação da escarpa não incluiu também aquela área, afirmando que avisou as autoridades, mas “não fizeram nada”.

Antes da entrada em ação das máquinas para remover as pedras, a zona foi intervencionada pelo Governo Regional da Madeira, que fizeram cair mais algumas pedras para assim garantir a segurança das equipas de resgate que estão neste momento a trabalhar.

O presidente do Serviço de Proteção Civil da Madeira, José Dias, e o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, estão no local a acompanhar os trabalhos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Investimento público

A tragédia de Pedro Marques

Inês Domingos
211

Com um quadro Centeno confessou inadvertidamente como foi um dos principais responsáveis pelo desastre de atuação de Pedro Marques, sendo que este também não foi capaz de aplicar os fundos de Bruxelas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)