A ex-nadadora Leila Marques vai ser a chefe da missão portuguesa aos Jogos Paralímpicos Tóquio2020, anunciou hoje o Comité Paralímpico de Portugal. Leila Marques, que se despediu da competição em Pequim2008, foi presidente da Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência (FPDD), entre 2009 e 2012.

O nome da médica foi anunciado durante a reunião anual do Projeto Paralímpico, que decorreu na Escola Superior de Desporto de Rio Maior.

Leila Marques, que será a primeira mulher a chefiar a missão portuguesa nuns Jogos Paralímpicos, sucede a Rui Oliveira, que liderou a comitiva lusa noRio2016, competição na qual Portugal se apresentou com 37 atletas e conquistou quatro medalhas (duas no atletismo e duas no boccia).