Aston Martin

Atenção Ferrari e Lamborghini. Vem aí o 003

Se os bandidos temem o 007, o agente secreto ao serviço de Sua Majestade, os fabricantes de superdesportivos devem sentir pavor do 003, o “filho” do Valkyrie com 800 cv e 1/3 do preço do “pai”.

A associação entre a tradicionalista e luxuosa Aston Martin, e a ousada e inovadora equipa de F1 da Red Bull pareceu de início estranha. Visava a concepção e produção de um hiperdesportivo, com mais de 1.000 cv, mas a realidade é que o histórico das duas empresas não podia ser mais díspar. Mas felizmente que o “casamento” se consumou, pois vêm aí dois dos mais emocionantes “rebentos” da história da indústria automóvel. Pelo menos no que respeita aos desportivos.

Com o nome de código AM RB, de Aston Martin e Red Bull, o primeiro veículo a surgir foi o 001, mais tarde denominado Valkyrie, com 1.014 cv extraídos de um motor V12 atmosférico a que se juntam mais 162 cv de uma unidade eléctrica, que funciona como o sistema Kers dos F1. Mas se o AM RB 001 é impressionante, rapidamente as duas empresas anunciaram que a associação improvável era para continuar, com um filho do Valkyrie anunciado para breve. E foi exactamente o rebento que a Aston Martin apresentou no seu stand do Salão de Genebra.

Muito similar ao Valkyrie, mas cerca de 10% mais compacto, o AM RB 003 (ainda só é conhecido pelo nome de código) aponta armas aos concorrentes incapazes de se bater com o seu “pai”. Se o Valkyrie anuncia uma potência de 1.176 cv, uma velocidade máxima superior a 400 km/h e um preço de 2,8 milhões de euros, o 003 promete 800 cv e um preço de 1,1 milhões de euros, ou seja, mais do que os melhores modelos da Ferrari, Lamborghini e McLaren hoje oferecem. Se a isto associarmos o excelente desempenho que se espera para o chassi e a elevada eficácia aerodinâmica do desportivo – com Adrian Newey como projectista, apenas se pode ambicionar o melhor –, é caso para dizer que os rivais do 003 deverão sofrer pelo menos tanto quanto os maus da fita que se opõem ao 007. Veja aqui como é o Valkyrie:

Prevendo já a construção de 500 unidades, um salto em frente considerável, depois de ter anunciado fabricar apenas 150 Valkyrie (mais 25 unidades da versão de pista, a AMR Pro), a receptividade dos potenciais clientes que se deslocaram ao salão para ver o mini Valkyrie não podia ser melhor.

Segundo apurámos, o AM RB 003 vai montar um motor V6 em posição central traseira, unidade que é essencialmente metade do 6,5 V12 do Valkyrie, soprado por dois turbocompressores para elevar a potência e o binário. À frente surge um motor eléctrico, cuja potência não foi revelada, que garante maior rapidez no arranque e a possibilidade de o modelo poder usufruir de modo eléctrico, para poder entrar e sair do condomínio sem acordar a vizinhança.

Segundo a Aston Martin, 90% do futuro AM RB 003 estava ali bem representado pelo protótipo exposto no salão, sendo que o início da produção está previsto para 2021, ou seja, dois anos depois do arranque das entregas do Valkyrie, que começará a chegar aos clientes ainda em 2019. Veja aqui o que pode esperar:

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt
Eleições Europeias

Não há eleições europeias /premium

João Marques de Almeida

O parlamento europeu serve sobretudo para reforçar o poder dos grandes países, cujos partidos dominam os grupos políticos e, principalmente, as comissões parlamentares se fazem as emendas legislativas

Política

O caso Berardo e o regresso a Auschwitz

Luís Filipe Torgal

A psicologia de massas, manipulada pelos novos cénicos «chefes providenciais», vai transfigurando a história em mito, crendo num «admirável mundo novo», depreciando a democracia, diabolizando a Europa

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)