Aston Martin

Confirmado. O Aston Martin Valkyrie tem 1.176 cv

160

Para evitar dúvidas eternas, a Aston Martin revelou os dados definitivos da potência dos motores que monta no Valkyrie, o hiperdesportivo que promete ser o mais eficaz do mundo. E há surpresas…

O Valkyrie promete ser o hiperdesportivo mais eficaz e rápido do mercado. Não necessariamente em linha recta, onde pretende ainda assim bater-se com os melhores, mas sobretudo nas acelerações, capacidade de travagem e eficiência em curva. É claro que para isso necessita de um chassi eficaz, responsabilidade de Adrian Newey o mago da aerodinâmica que concebe os F1 da Red Bull. Mas a potência é determinante, pelo que a Aston Martin e a Red Bull recorreram à Cosworth e à Rimac para dar uma mãozinha.

O motor de combustão não deriva de uma unidade de série, substancialmente mais “puxada” para atingir uma potência superior, mas sim um motor específico, concebido como se fosse um motor de competição, sem quaisquer reservas, limitações ou compromissos, mas apenas que respeite as condições necessárias para ser homologável para circular em vias abertas ao público.

A Cosworth desenhou e produziu um V12 atmosférico notável, com 6,5 litros, cujo roncar é colossal, envergonhando os F1 actuais, movidos por um pequenino V6 sobrealimentado com 1.6 litros. Dessa unidade – que entretanto se sabe que foi concebida para dar igualmente origem a uma unidade com metade do tamanho, ou seja, um 3,25 V6 – os ingleses da Cosworth extraem 1.014 cv (mais na versão exclusivamente para pista, o Valkyrie AMR Track Performance Pack), potência que é atingida às 10.500 rpm, num motor que é capaz de rodar até às 11.100 rpm, algo nunca visto num motor de série com esta sofisticação.

Além do motor V12 a gasolina, o Valkyrie conta com uma solução integrada produzida pela Rimac, o fabricante croata de hiperdesportivos eléctricos, mas que também fornece o sistema Kers para motores de F1. Agora a Rimac passa igualmente a produzir um Kers específico para este Aston Martin, que inclui um motor eléctrico de 162 cv, além de uma bateria (com capacidade não especificada) e um sistema de regenerar energia.

No total e tudo somado, o Valkyrie vai usufruir de 1.176 cv, o que aliado ao peso reduzido vai assegurar uma rapidez muito respeitável, bem como uma velocidade máxima que promete surpreender, uma vez que usufrui de uma ausência de asas imponentes para o colar ao asfalto, uma vez que a downforce é proporcionada pela parte inferior do chassi.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)