Jussie Smollet viu-se livre de todas as acusações no caso em que, alegadamente, encenou um ataque homofóbico e racista. De acordo com o site americano TMZ, o ator foi presente a tribunal esta terça-feira, em Chicago, onde ia responder por estar indiciado de 16 crimes, mas todas as acusações foram retiradas. Smollett apenas tem de pagar a fiança de 10 mil dólares (quase 9 mil euros) e sai em liberdade.

Os advogados do ator e cantor da série Empire prestaram declarações à saída da sessão: “Todas as acusações contra Jussie Smollett foram retiradas e o seu cadastro está livre desta trágica acusação contra ele. O Jussie foi atacado por duas pessoas e não foi capaz de as identificar no dia 29 de janeiro. Ele foi a vítima de um caso em foi tratado como o vilão como resultado de observações falsas e inapropriadas feitas ao público e que causaram a corrida ao julgamento”, disse um dos advogados do ator.

Ator de ‘Empire’ indiciado de 16 crimes depois de encenar ataque racista e homofóbico

Ainda de acordo com os seus advogados, toda a situação é um “lembrete de que nunca pode haver uma tentativa de um julgamento na praça pública”.

Uma fonte próxima de Jussie Smollet disse à TMZ que o caso foi “desmantelado” devido a problemas com os cheques que os alegados agressores do ator receberam do mesmo. O chefe da polícia disse que o alegado “falso ataque” foi pago, mas afinal parece que se tratou de uma sessão de treino físico. O mesmo chefe da polícia também disse durante uma conferência de imprensa que o ator terá escrito uma carta ameaçadora, seis dias antes do ataque, mas o FBI não chegou a conclusões definitivas sobre o autor dessa mesma carta.

Ataque a Jussie Smollett, ator de “Empire”: verdadeiro ou encenado?