Sofia Gil, a adolescente que estava desaparecida desde 22 de março, foi encontrada pela Policia Judiciária (PJ), informou esta força policial em comunicado. A jovem de 15 anos aproveitou uma viagem com a família à Amadora para fugir da casa da mãe do padrasto, onde se encontrava com a mãe, Rosa Laranjeira.

A investigação levada a cabo pela PJ de Portimão — cidade onde Sofia Gil vivia com a mãe e com o padrasto — permitiu concluir que a adolescente conseguiu fugir com a ajuda de “amigos da sua antiga escola”. Antes de se mudarem para o Algarve, Sofia Gil e a mãe viviam na zona de Cascais.

A jovem ausentara-se voluntariamente, abandonando a residência de familiares. Encontra-se em boas condições físicas, tendo contado com apoio de amigos da sua antiga escola, durante a fuga”, lê-se no comunicado.

Foi a mãe que participou o desaparecimento da filha, na PSP da Amadora, e fez vários apelos em programas de televisão e nas redes sociais. Sofia Gil foi encontrada quase um mês depois, “em boas condições físicas”, de acordo com o comunicado. “Vai ser encaminhada em conformidade com instruções do Ministério Público“, lê-se ainda.

O apelo de Rosa Laranjeira, mãe de Sofia Gil, nas redes sociais (Foto: Facebook)

A PJ não adianta, para já, o dia exato e onde ao certo Sofia Gil foi localizada. O comunicado diz apenas que vários departamentos da PJ estiveram envolvidos nas buscas realizadas “em diversas zonas do país”.