Fernando Alonso, bicampeão mundial de Fórmula 1 em 2005 e 2006, vai deixar o Mundial de Resistência (WEC), após as 24 Horas de Le Mans, anunciou a equipa Toyota.

Fernando Alonso vai deixar o WEC depois de tentar reeditar a vitória em 2018 nas 24 Horas de Le Mans, a decorrer em 15 e 16 de junho, fazendo equipa com o suíço Sebastien Buemi e o japonês Kazuki Nakajima.

“Ganhar Le Mans é um dos capítulos importantes da minha carreira. É um bom momento para novos desafios com a Toyota. Nós ainda temos duas corridas importantes e quero despedir-me com um novo título de campeão mundial de resistência”, disse Fernando Alonso.

O piloto espanhol, de 37 anos, que irá abraçar novos projetos com a Toyota, será substituído no WEC pelo neozelandês Brendon Hartley, refere ainda em comunicado a Toyota.

Brendon Hartley, de 29 anos, por duas vezes campeão do WEC e vencedor das 24 Horas de Le Mans em 2017, com a Porsche, irá juntar-se a Mike Conway, Kamui Kobayashi, José María López, Buemi e Nakajima na equipa da Toyota para o Mundial de Resistência da próxima época.