Depois de fazer história logo no jogo de estreia, ao bater a Bulgária e somar a primeira vitória de sempre num Europeu, a Seleção Nacional Sub-17 feminina continuou a acrescentar marcos importantes à campanha que está a realizar no primeiro Campeonato da Europa da categoria em que marca presença e carimbou a passagem às meias-finais ao ganhar à Dinamarca no segundo jogo. Este sábado, Portugal sofreu a primeira derrota ao cair frente à Espanha e cedeu o primeiro lugar do Grupo A, ainda que o apuramento estivesse sempre garantido.

Seleção Nacional Sub-17 feminina vence Dinamarca e chega pela primeira vez às meias de um Europeu

A seleção espanhola, atual campeã em título, vencedora das edições de 2010, 2011 e 2015 e vice-campeã em quatro ocasiões, precisava de conquistar pelo menos um ponto para seguir para as meias-finais — já que bateu a Bulgária mas escorregou com a Dinamarca, ao ceder um empate sem golos.

Espanha colocou-se em vantagem aos 26 minutos com um golo de Salma Paralluelo, jogadora do Zaragoza, e chegou ao segundo golo à beira do intervalo, quando Silvia Lloris aproveitou uma assistência de Hernández para bater a guarda-redes portuguesa Adriana Rocha (44′). As espanholas dominaram toda a primeira parte e deixaram claro que o objetivo era não só chegar às meias-finais — Espanha nunca foi eliminada na fase de grupos de um Euro Sub-17 — como também vencer o Grupo A.

Na segunda parte e em apenas cinco minutos, a seleção espanhola deu laivos de goleada à partida, com Salma Paralluelo — que além de ser jogadora de futebol competiu nos 400 metros dos últimos Europeus de atletismo — a chegar ao hat-trick (58′ e 60′) e Silvia Lloris a bisar (63′). Mariajo fez o sexto aos 77 minutos e fechou o resultado nos 6-0, carimbando o nono jogo consecutivo em Europeus sem sofrer golos para a Espanha (27 golos marcados contra nenhum sofrido, a última vez que sofreu foi na faase de grupos da edição anterior, com a Inglaterra).

Portugal ficou assim no segundo lugar do Grupo A, atrás de Espanha e à frente de Dinamarca e Bulgária (no outro jogo, as escandinavas venceram por 2-0), e fica à espera dos resultados do outro grupo para conhecer o adversário das meias-finais, já na próxima terça-feira. A Holanda lidera com seis pontos depois das vitórias com Áustria (4-1) e Alemanha (3-2), mais três do que o conjunto germânico e a Inglaterra, que venceu na quarta-feira a Áustria por 2-1 e está ainda na luta pelo apuramento, tendo para isso de fazer um resultado melhor com a Holanda do que a Alemanha no encontro com a Áustria.