829kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Suicídio de convidado acaba com o "reality show" mais visto no Reino Unido

Este artigo tem mais de 5 anos

Homem de 63 anos foi ao programa líder de audiências The Jeremy Kyle Show provar à noiva que era fiel. Não passou no teste do polígrafo, foi humilhado pela plateia. Suicidou-se dias depois.

O convidado de um reality show no Reino Unido suicidou-se dias depois de ter participado no programa de televisão, onde foi humilhado em direto, num teste de polígrafo. A morte de Steve Dymond, de 63 anos, acabou por ditar o fim de The Jeremy Kyle Show, que era até aqui o reality mais visto, nas manhãs, no Reino Unido.

Dymond era operário de maquinaria pesada e foi à televisão para tentar provar à noiva, que estava na plateia, que era fiel. Foi submetido para o efeito a um detetor de mentiras e não correu como queria.

O programa tinha um público bem ensinado para ter boas audiências: um público que discute e inflama. O homem foi humilhado pela plateia, abandonando o estúdio em lágrimas. A plateia costuma, inclusive, vestir-se com roupas que são facilmente associadas a um estrato social mais baixo e com problemas como a dependência de álcool. Na sala de espera, há cerveja e vinho à disposição, para que os participantes exacerbem as suas misérias, segundo relata o “El País”. O público ajuda ao escândalo, é escolhido a dedo.

The Jeremy Kyle Show foi o mais popular da programação diurna do canal, com uma média de 1 milhão de espectatores, mas foi perdendo audiências ao longo dos tempos. Valeu tudo para as recuperar. Há vários anos que o programa é alvo de queixas pela dureza dos conteúdos. Desde 2011 foram pelo menos 500, mas a direção nada fez.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Grave quadro de depressão

A equipa garante que tentou contactar o convidado quando ele saiu dos  estúdios e que, apesar de ter sido diagnosticado a Dymond um grave quadro de depressão, o homem apresentou uma carta do médico a dar conta de que não havia problema em participar.

Foi encontrado morto a 9 de maio, uma semana depois. Ao The Sun, a ex-namorada contou que quando ela e a filha chegaram a casa, a seguir à gravação do programa, disse a Dymond para “pegar nas suas coisas e ir embora”. Disse também que nas horas seguintes ele lhe enviou mensagens como “só quero dizer-te o que sinto antes de ir embora, a minha vida não tem sentido sem ti”. A mulher assumiu que ele era um homem cheio de amor e generosidade.

Um dos membros do público contou à BBC que “ele estava a chorar desde o início”. “Estava tão convencido de que ia passar no teste, que ia correr tudo bem. O apresentador perguntou à audiência quem achava que ele ia passar e 99% da audiência pôs a mão no ar, incluindo eu própria. E ele [Jeremy Kyle] disse que [Dymond] falhou e vimo-lo a cair no chão, ele não conseguia acreditar no que estava a ouvir. Pediu à noiva que o perdoasse. Não aconteceu muito mais, ambos estavam a soluçar. Estavam completamente, totalmente devastados. Ficou claro que ele perdeu a vida inteira com a noiva ali à frente. Acho que a plateia compreendeu, a situação mudou e acho que todos se sentiram desconfortáveis. Ninguém queria ter estado ali”.

As autoridades que supervisionam os conteúdos televisivos abriram uma investigação e vão analisar em pormenor o programa gravado (que não chegou a ser emitido).

Governo e deputados pediram fim do programa

O governo britânico, bem como vários deputados conservadores e trabalhistas, reclamaram o fim do programa assim que souberam da tragédia. O porta-voz de Theresa May lembrou a “responsabilidade” que as televisões e as produtoras têm sobre “a saúde mental e o bem-estar dos participantes e a audiência dos seus programas”. “Deixámos claro que devem contar com um nível de apoio suficiente nos estúdios”, sublinhou ainda.

A ITV garante que o programa acabou mesmo, em definitivo, e compromete-se a não emitir o episódio em que a vítima participou.

“Dada a gravidade do sucedido, decidimos pôr fim à emissão do Jeremy Kyle Show. O programa teve uma audiência leal e desfrutou do profissionalismo da sua equipa de produção durante anos, mas chegou o momento de pôr um ponto final. Os pensamentos e a simpatia de todos aqueles que trabalham na ITV estão com a família e amigos de Steve Dymond”.

A reação do apresentador

O apresentador emitiu um comunicado, afirmando que tanto ele como a equipa estão “devastados” com o que aconteceu, cita a BBC.

Com 14 anos de liderança na manhãs da cadeia ITV, o programa de Jeremy Kyle chega assim ao fim da pior maneira. O apresentador vai continuar a trabalhar no canal, mas noutros projetos.

Ainda não são conhecidos os resultados da autópsia, mas o procurador de Portsmouth, em Hampshire, indicou que, muito provavelmente, deverá ser aberto um inquérito.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Já é assinante?
Apoio a cliente

Para continuar a ler assine o Observador
Apoie o jornalismo independente desde 0,18€/ dia
Ver planos
Já é assinante?
Apoio a cliente

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Desde 0,18€/dia
Apoie o jornalismo. Leia sem limites.
Apoie o jornalismo. Leia sem limites. Desde 0,18€/dia
Em tempos de incerteza e mudanças rápidas, é essencial estar bem informado. Não deixe que as notícias passem ao seu lado – assine agora e tenha acesso ilimitado às histórias que moldam o nosso País.
Ver ofertas