Taça de Portugal

PSP diz que final da Taça de Portugal não requer “situações extraordinárias de segurança”

A PSP assegura que o Estádio Nacional oferece as condições de segurança necessárias e que estas estão completamente asseguradas. Haverá ainda um reforço de equipas médicas nas bancadas.

A final decorre este sábado no Estádio Nacional, em Oeiras, pelas 17h15

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

A Polícia de Segurança Pública (PSP) disse esta quarta-feira que a final da Taça de Portugal de futebol entre Sporting e FC Porto não requer “situações extraordinárias de segurança”, reforçando que o Estádio Nacional reúne todas as condições.

“A visão da PSP é que a final da Taça é uma competição à parte, temos em consideração de quem são os finalistas, mas não nos leva a ter outras alterações ou medidas que imponham aqui situações extraordinárias de medidas de segurança”, referiu a subintendente da PSP Ana Cristina Neri Correia, em conferência de imprensa, realizada no relvado da final, em Oeiras.

A subintendente frisou que a segurança das pessoas está sempre em primeiro lugar, enaltecendo que está tudo preparado para que seja um dia de festa. “As medidas de segurança estão acima de tudo. A segurança está em primeira instância. O Estádio Nacional tem condições para a realização deste jogo, tudo tem vindo a ser preparado nos últimos meses e teremos todas as condições para um grande espetáculo. As condições de segurança estão completamente asseguradas, independentemente de ser um jogo entre dois grandes”, garantiu.

A PSP adiantou também que haverá um reforço de equipas médicas nas bancadas, assim como a instalação de vários postes móveis médicos nos parques destinados aos adeptos de ambas as equipas.

Num ano em que o Estádio Nacional comemora 75 anos, o presidente do IPDJ (Instituto Português do Desporto e da Juventude), Vítor Pataco, também esteve presente na conferência, esclarecendo que o Estádio Nacional não pode ser palco de grandes competições europeias, por ter “algumas limitações” para os espetadores.

“A UEFA terá colocado reservas, não por razões de segurança, mas apenas por razões de conforto. O Estádio Nacional não tem uma cobertura e tem algumas limitações. Essa terá sido a razão principal e não tem nada a ver com questões de segurança”, explicou.

No sábado, Sporting e FC Porto defrontam-se no Estádio Nacional, em Oeiras, pelas 17h15.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)