Lifestyle

É um “trendsetter” sem saber?

103

Da roupa à gastronomia, vai gostar de conhecer as tendências propostas por Periquita. Aqui arrisca-se, petisca-se e brinda-se ao verão.

Longe vai o tempo em que o tempo era muito, e longo. Tudo demorava a chegar…e a partir. A moda, essa personagem de gostos fugazes, era igualmente reveladora de tendências, mas de longa duração, e implicava mudanças quase estruturais sempre que se revelava. Hoje, dita o nosso quotidiano de forma muito mais incisiva e altera-se rapidamente. A interferência da moda, e das suas “filhas” – as tendências – vai do vestuário aos gadgets, passando pelo cabelo e viagens, até ao que comemos e bebemos. De qualquer forma, continua a haver quem dita e quem segue. Revelamos algumas das tendências para o verão de 2019. Leia e veja onde se insere: é você um “trendsetter”, sem saber?

Moda

Marc Jacobs, Simone Rocha, Valentino, Fendi, Chloé e Lemaire, estes são alguns dos grandes nomes da moda que, se por um lado, bebem a sua inspiração do mundo que os rodeia, por outro, alimentam esse mesmo mundo com propostas para o nosso dia-a-dia, no trabalho ou em lazer. Para o verão de 2019, dão-nos peças com atitude e com o dramatismo da alta-costura, embora as equilibrem com um tom informal, conferido através do tratamento de tecidos, como o acid wash jeans (a ganga super-desbotada dos anos 80) ou do próprio tecido usado, como o neoprene – uma lembrança da subcultura do surf californiano dos anos 70.

A informalidade é igualmente expressa nas silhuetas suaves e informais, onde são aplicados o croché, a corda e as franjas. Em relação ao comprimento, tanto podemos contar com calças compridas, com grandes bolsos, como bermudas ou vestidos mini. O que conta é, lá está, a atitude.

Gadgets e Desporto 1

Estudos divulgados por todo o mundo confirmam o que já se sabe: conseguir ter a mente sã, num corpo são, é meio caminho andado para a felicidade. Pode ter mais ou menos corrida, ser mais rápido ou mais lento…qualquer coisa serve para colocar em marcha todos os mecanismos necessários à manutenção da nossa saúde, física e mental. Se está neste momento de férias, e não se dedica a nenhuma prática desportiva, pelo menos pense nisso. Faça uma promessa de verão, enquanto deixa que a água do mar estimule a sua circulação. Vê, já deu o primeiro passo!

Também neste campo a tecnologia já se intrometeu, permitindo mais resultados, em menos tempo, ou mais facilmente. Estas são três tendências que juntam desporto gadgets e coisas que tais.

  1. Wearable Technology, ou a tecnologia direcionada para o desporto, como os smart watches, aparelhos de registo de atividade e monitorização de ritmo cardíaco. Registe os seus treinos e mantenha o controlo sobre o que deve e o que pode fazer. Aproveite e partilhe com os amigos mais próximos. Torne-se um influenciador da “boa vida”.
  2. Treinos de grupo, ou a prática desportiva acompanhada por instrutores especializados e motivadores. Esta é a forma ideal para quem está a começar: não só se evitam os erros de principiante, como se podem conhecer pessoas com os mesmos interesses e objetivos.
  3. Programas de fitness para idosos. A idade traz sabedoria e, hoje em dia, há cada vez mais pessoas que vivem e trabalham até mais tarde, com uma preocupação crescente com a sua saúde. Estes programas são adaptados a uma etapa da vida que tem outros desafios e necessidades.
1 https://magg.pt/2019/01/01/as-10-as-maiores-tendencias-fitness-de-2019-que-o-vao-ajudar-a-perder-peso/

Viagens

Está de férias? Ainda vai de férias? Só pensa nisso? Bem-vindo ao clube! Descubra ainda se está no mesmo comprimento de onda dos 250 milhões de utilizadores ativos mensais do Pinterest, que identificou as tendências de 2019 para destinos ou atividades de lazer.

No que diz respeito aos locais para onde desejam ir, a busca por cidades pequenas e de difícil acesso aumentou 276%. E é quando tanta gente procura pela mesma coisa, que sabemos que se está a desenhar uma tendência. Mas as ilhas remotas, que se assemelham a paraísos tropicais, também conheceram um aumento de 179%. Para quem não pode, ou não quer, afastar-se deste nosso paraíso “à beira-mar plantado”, saiba que se programar viagens sustentáveis (aumento da procura em 74%) – de bicicleta (64%) ou autocarro (32%) – até regiões com termas (32%), vai estar completamente integrado nas tendências deste verão. Se tropeçar num castelo abandonado (142%), pode então receber o troféu do maior “trendsetter” desta “saison”2.

Gastronomia

Comer – uma necessidade tão básica – parece ser, por si só, uma moda, com inúmeras tendências. É, pelo menos, um dos maiores temas de conversa em todo o mundo. Diz-se até que é um hábito muito português falar de comida, à mesa, enquanto se come. Em 2019, observa-se a continuação da entrada no mercado de uma enorme variedade de pães: recuperam-se técnicas e cereais antigos, acrescentam-se ingredientes, tira-se açúcar e gordura; compram-se em trendy padarias de bairro, ou fazem-se em casa.

Aliás, este movimento de se voltar a comer mais no lar, em família ou com amigos, parece ser outra tendência, para a qual muito contribuiu o desenvolvimento dos robots de cozinha que ajudam a que, mesmo os mais inseguros, se aventurem, impressionando os mais céticos com as suas receitas de sabores exóticos, fruto de uma influência da cozinha coreana, filipina e persa – outra tendência para este ano, como não podia deixar de ser.

2 https://newsroom.pinterest.com/pt-br/post/pinterest-100-as-principais-tendencias-para-2019

Vinhos

O que é curioso no mercado dos vinhos, é que acabam por se influenciar – e influenciam também – com as tendências que se revelam à sua volta. Senão, vejamos:

  • Na moda, vai responder à mesma tendência para a informalidade – são os vinhos mais frutados, ou com um aroma mais floral que vamos poder encontrar com mais facilidade, como o Periquita tinto e branco, por exemplo.
  • No que diz respeito à tecnologia, também aqui vamos dar pela sua presença cada vez mais forte, com a compra online e subsequente entrega em casa. Neste caso, o Periquita está na crista da onda, já que todos os seus vinhos podem ser comprados na loja online.
  • Em relação às viagens, reconhecemos o mesmo modelo: a procura de origens menos conhecidas. Embora os vinhos portugueses viagem pelo mundo desde há séculos, a verdade é que há ainda muito território para explorar. A boa notícia é que Portugal está, cada vez mais, na moda. E o seu vinho também! O Periquita, por exemplo, está presente em mais de 70 mercados, da Suécia ao Brasil, passando pelo Reino Unido, Estados Unidos da América, Canadá, Dinamarca e Noruega. Já conhece todos estes países? Está à espera de quê?
  • Para terminar, podemos acrescentar que este ano é o Rosé que vai estar na moda. E o Periquita Rosé, de aroma limpo a frutos vermelhos e bagas azuis e com boa acidez vai, de certeza conquistar o paladar e colocar-se no topo da tabela.

Aliás, de acordo com a Vivino, a mais importante e mais descarregada aplicação de vinhos do mundo, o consumo de vinho português vai liderar em termos de crescimento global. Mas para o Periquita este troféu já vem de longe, pois há 185 anos que define tendências e nos acompanha a saborear a vida, os amigos e as férias.

Saiba mais em https://observador.pt/seccao/periquita/

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)