Os campeonatos nacionais de natação terminaram este domingo no Complexo de Piscinas Olímpicas do Funchal, com destaque para o quinto recorde nacional absoluto, conseguido por José Lopes, que venceu duas provas.

Nos 800 metros livres, o atleta do Sporting de Braga venceu com o tempo de 8.02,16 minutos, apenas um mês depois do anterior recorde, de 8.03,80 minutos, em Nápoles, Itália, em 07 de julho, além de ter triunfado também nos 200 estilos, terminando com quatro medalhas de ouro, pois já tinha vencido nos 1.500 e 400 metros livres.

A colega de equipa Tamila Holub também ganhou a prova dos 800 metros, em 8.36,52 minutos, e fez o pleno na categoria de livres no setor feminino, após ter vencido 200 e 400 1.500 meetros.

Além de José Lopes, Alexis Santos ‘bisou’ igualmente hoje, primeiro, nos 100 metros livres (50,22 segundos) e, na última prova da competição, através da equipa do Sporting na estafeta 4×100 estilos (3.46,57 minutos), terminando com três vitórias individuais e cinco coletivas.

Ana Rodrigues, da Sanjoanense, chegou ao ‘tetra’ de vitórias, ao ficar em primeiro lugar nos 100 metros livres, com o registo de 56,46 segundos, dando seguimento às vitórias nos 100 e 50 metros bruços e nos 50 livres, este último com recorde nacional absoluto, no sábado.

A benfiquista Victoria Kaminskaya ganhou os 200 metros estilos, ao fazer o tempo de 2.18,16 minutos, depois de ter vencido os 200 bruços e 400 estilos nos dias anteriores, e o colega Tiago Cordeiro conquistou o ‘ouro’ nos 200 mariposa, com a marca de 2.01,27 minutos.

Também nos 200 metros mariposa, Ana Catarina Monteiro, do Vilacondense, levou a melhor, com o tempo de 2.11,89 minutos, o que já havia feito nos 100 metros da mesma categoria, e, ainda em femininos, a equipa do Algés e Dafundo foi primeira na estafeta 4×100 livres (4.16,22 minutos).

O Sporting foi a equipa vencedora dos Nacionais, com um total de 27 medalhas no Open (10 de ouro, 11 de prata e seis de bronze), seguido do Benfica, que conseguiu 21 (cinco de ouro, oito de prata e outras tantas de bronze) e do Algés e Dafundo, a terceira mais medalhada, com 12 (quatro de ouro, seis de prata e duas de bronze).

Foi também batido mais um recorde nacional, o terceiro de Diogo Ribeiro, do União de Coimbra, nos juvenis B, agora nos 100 metros livres, depois dos 200 livres, na sexta-feira, e dos 100 mariposa, no sábado, ao fazer o tempo de 52,51 segundos, superando o registo de 52,60 que conseguiu em Coimbra, em 14 de julho.