A partir de 2020, as crianças dos quatro aos 12 anos podem viajar livremente em toda a área metropolitana do Porto, anunciou a Metro do Porto em comunicado. Até então, o passe Sub13 estava apenas disponível para três áreas de circulação, escolhidas a partir do local de residência de cada criança. O mesmo título de transporte era válido para todas as zonas em Lisboa.

Com o alargamento da área geográfica, que entra em vigor já no início do próximo ano, o Andante SUB13 não apenas continua a ser gratuito como permitirá uma mobilidade reforçada, já que passa a permitir a utilização gratuita de toda a rede do Metro do Porto, da STCP, dos comboios da CP Porto e das linhas de autocarros dos operadores privados aderentes ao Andante.

A medida insere-se no Programa de Apoio à Redução Tarifária e surge pouco mais de um mês depois de a Câmara do Porto ter anunciado outro modelo de passe, também gratuito, o Porto13-15, destinado aos jovens entre os 13 e os 15 anos.

E Lisboa, o Navegante 12 – equivalente ao Sub13 – está em vigor desde Abril, tendo permitindo desde sempre viajar de forma gratuita pelos 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa.

A Metro do Porto informa que as mudanças agora anunciadas no passe Sub13 serão automaticamente postas em prática para quem já tenha o título, não obrigando a qualquer deslocação a uma loja Andante.

Desde abril que o Programa de Redução Tarifária visa reduzir, ao mesmo tempo, o esforço económico das famílias nos transportes públicos e o uso do transporte individual.

No caso do Porto, foi criado um passe municipal de 30 euros, para viagens dentro do concelho ou até 3 zonas contíguas, e um metropolitano de 40 euros, que permite viajar em todos os 17 concelhos da AMP, deste que integrados no sistema intermodal Andante. Não se sabe ainda quando avançará na Invicta o passe família, que prevê um custo máximo de 80 euros por mês por agregado familiar.