As corridas de troféu monomarca são habitualmente bastante “acesas”. Além das disputas em pista e ultrapassagens, abundam os toques entre adversários, que recorrem muitas vezes a esta abordagem menos lícita para ultrapassar o adversário ou para empurrá-lo para fora da pista. Mas é bem possível que, desta vez, os toques sejam mais reduzidos, atendendo ao custo unitário de cada Vantage V8, a viatura de competição.

A Vantage Cup arranca já em 2020, disputando-se exclusivamente em pistas europeias, apesar de estarem previstas provas na Ásia a partir de 2021 . Os pilotos têm de adquirir o Vantage V8, bem como o kit de peças sobressalentes, pagar a inscrição e os custos da logística inerentes à presença em todas as corridas de 2020.

O Vantage V8 do troféu é uma versão mais musculada do modelo de estrada. Não foram avançadas as características técnicas do modelo de competição, mas deverá continuar a recorrer ao original motor V8 biturbo da Mercedes-AMG, com ligeiras alterações ao nível da alimentação e escape, para incrementar muito o ruído e ligeiramente a potência.

Para participar, os candidatos têm de pagar 250.000€, substancialmente mais do que a versão de estrada do coupé britânico, mas que se explica pela quantidade de equipamento incorporado, uma parte relativo à segurança, mas igualmente específico para tornar o carro mais ágil, mais eficaz em aceleração, na travagem e em curva. E tudo isto é o trabalho da R-Motorsport, a quem cabe transformar um coupé rápido e de luxo num carro de competição temível, segundo o preparador.