São cinco os produtores portugueses que constam no top das 100 melhores adegas para Wine & Spirits. O ranking à escala global corresponde ao ano de 2019 e dá destaque a três projetos durienses (W&J Graham’s, Quinta do Noval e Taylor Fladgate), um dos Vinhos Verdes (Soalheiro) e outro da Bairrada (Luís Pato).

Portugal é um dos 15 países contemplados pela conceituada revista de vinhos norte-americana, cuja distinção tem por base o “trabalho consistente” desenvolvido pelos produtores e também as pontuações mais altas dos vinhos provados. Todos os anos, o painel de críticos da publicação avalia em prova cega mais de 11 mil rótulos vindos de todo o mundo.

Os Estados Unidos é o país com maior representação — são 36 os produtores –, seguido de Itália e de França, com 15 adegas cada um. Na lista está ainda um produtor da Arménia.