O número de milionários vai disparar em Portugal nos próximos cinco anos, segundo o Global Wealth Report, um estudo da Credit Suisse divulgado esta segunda-feira. Em 2024, o número de pessoas com mais de um milhão de dólares (cerca de 900 mil euros) na conta bancária em Portugal deverá chegar a mais de 173 mil. São mais 56 mil milionários do que os mais de 117 mil registados este ano (uma subida de 49%).

“Das economias desenvolvidas, o número de milionários na Alemanha, França, Itália e Suécia deverá aumentar em linha com a média mundial. O Canadá e a Espanha deverão ter resultados um pouco melhores, e o Japão e Portugal ainda melhor“, lê-se no relatório.

Os dados revelam ainda que, em Portugal, cerca de 110 mil pessoas têm um património avaliado entre um e cinco milhões de euros; 4.620 têm entre cinco e dez milhões de euros; 1.761 entre 10 e 50 milhões de euros; 73 entre 50 e 100 milhões; e 28 entre 100 e 500 milhões de euros. Apenas duas pessoas têm um património superior a 500 milhões de euros. Em julho, a revista Forbes divulgou uma lista dos 50 portugueses mais ricos, na qual todos os elementos do top-10 (seguindo os critérios da revista, que em alguns casos somava a fortuna da família) tinham fortunas estimadas acima dos 500 milhões.

A lista  incluía nomes como Fernanda Amorim, Alexandre Soares dos Santos (entretanto falecido), José Neves, Dionísio Pestana, Luís Amaral, Luís Portela, entre outros. Os critérios seguidos pela Forbes não são os mesmos do Credit Suisse, que elabora o Global WealthReport.

Em termos globais, o Credit Suisse prevê que o número de milionários em todo o mundo chegue, em 2024, aos 62 milhões. São mais 34% face a 2019 — uma subida que, em termos percentuais, é inferior à prevista para Portugal.

Atualmente, no mundo inteiro, há 46,8 milhões de milionários, uma subida de 1,1 milhões face a 2018. Os Estados Unidos da América contribuíram com 675 mil novos milionários, mais de metade do total. No Japão e na China surgiram, em cada país, mais 150 mil milionários. Por outro lado, a Austrália tem menos 124 mil pessoas com mais de um milhão de euros face ao ano passado.

O aumento dos preços das casas está a fazer aumentar o valor do património também em Portugal. Segundo a Credit Suisse, as quedas de preços das casas foram “raras” em vários países do mundo. Mas “a Índia (+6%) e a China (9%) estão entre os países que registaram um mercado imobiliário robusto, a que se juntaram no topo, a Colômbia, Portugal, a Hungria e as Filipinas, entre 10% e 13%, assim como a Argentina, onde os preços das casas aumentaram 45% na moeda do país (apenas 11% em dólares norte-americanos)”.

Mais de metade dos adultos em Portugal tem entre 10 e 100 mil dólares

A riqueza global em Portugal estava, em meados deste ano, avaliada em 1.098 mil milhões de dólares (em 2018, o valor era de 1.087 mil milhões). Mais de metade da população adulta no país (54,7%), tem uma riqueza entre 10 e 100 mil dólares.

Em termos mundiais, a riqueza global cresceu 2,6% no último ano, chegando aos 360 biliões (um milhão de milhões) de dólares. “Enquanto que mais de metade dos adultos do mundo têm uma riqueza inferior a 10.000 dólares, cerca de 1% dos milionários detêm 44% da riqueza mundial”.

Nos próximos cinco anos, a riqueza global deverá aumentar 27%, atingindo 459 biliões de euros em 2024.