Com pequenas alterações de software, a Jaguar conseguiu aumentar a autonomia do seu primeiro veículo eléctrico. Consciente que a distância que os veículos eléctricos conseguem percorrer entre recargas é uma das características mais apreciadas pelos potenciais compradores, o construtor britânico decidiu reforçar os argumentos do I-Pace, incrementando a autonomia em 8%.

De acordo com os responsáveis da Jaguar, através de um email enviado à Electrek, o I-Pace, que desde que foi apresentado em 2018 anunciava uma autonomia de 480 km, passará a beneficiar de uma nova programação da gestão de energia, que permitirá elevar a distância que pode percorrer com a carga da bateria (com uma capacidade de 90 kWh) para 518 km, um salto positivo de 38 km face à solução anterior.

O eléctrico inglês que põe os alemães em sentido. E a Tesla

Segundo os elementos avançados pelo fabricante, as melhorias de software surgiram durante o desenvolvimento do Jaguar I-Pace eTrophy, o modelo de competição baseado no SUV inglês. “Alterações na distribuição de binário no sistema 4×4 permanente tornarão o I-Pace mais eficiente em modo de condução Eco. Em simultâneo, o sistema de gestão térmico leva as alhetas activas que controlam a entrada de ar para o radiador a fecharem mais frequentemente, o que melhora a aerodinâmica e, com ela, a autonomia”, justifica o construtor.

“A análise aos dados recolhidos em veículos de série, em condições reais de circulação, levaram-nos a recalibrar o sistema de regeneração de energia, produzindo menos energia quando a bateria está quase cheia e menos quando está quase vazia”, avançam os técnicos da Jaguar. Lamentavelmente a marca, à semelhança dos restantes construtores – à excepção da Tesla –, não consegue proceder a actualizações deste tipo de software over-the-air, pelo que os clientes têm de visitar um concessionário oficial. No processo, passam igualmente a usufruir de um novo arranjo gráfico no painel de instrumentos, que irá refrescar a forma como a informação chega ao condutor.

Audi e-tron e e-tron Sportback vão mais longe

Os proprietários serão informados por email que a nova actualização está disponível para o seu veículo. Com tudo isto, a Jaguar acredita que ao anunciar mais 8% de autonomia, ou seja 518 km, aumenta o avanço para alguns dos seus concorrentes, sobretudo o Mercedes EQC (416 km) e o Audi e-tron (recentemente incrementado para 436 km).