Violet Grohl, a filha de 13 anos do fundador dos Foo Fighters Dave Grohl, juntou-se ao pai e aos restantes membros sobreviventes dos Nirvana para um concerto solidário no Hollywood Palladium em Los Angeles, Estados Unidos. A adolescente substituiu Kurt Cobain, que morreu em 1994, e cantou “Heart-Shaped Box”. O momento foi gravado pelo público e está a circular nas redes sociais.

Dave Grohl, ex-baterista dos Nirvana, o baixista Krist Novoselic e o guitarrista Pat Smear juntaram-se este sábado para um concerto durante o Heaven, um espetáculo da autoria de uma organização sem fins lucrativos chamada The Art of Elysium que oferece programas artísticos para crianças e jovens.

Desde que Kurt Cobain morreu em 1994, os Nirvana deixaram de atuar como banda. Dave Grohl fundou os Foo Fighters, onde Pat Smear também atua; e Krist Novoselic passou por vários grupos e dedicou-se ao ativismo político. O espetáculo deste sábado foi uma das poucas ocasiões em que os membros sobreviventes dos Nirvana se reuniram para um concerto.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Vários artistas foram chamados ao palco para substituir Kurt Cobain no lugar de vocalista, conta o NME. St. Vincent, cantora e multi-instrumentista, interpretou “Lithium”; e Beck, também ele vocalista e multi-instrumentista, cantou “In Bloom”, “Been a Son” e um cover de “The Man Who Sold the World”, originalmente de David Bowie.

Depois foi a vez de Violet Grohl atuar ao lado do pai com a canção “Heart-Shaped Box”, o single do álbum “In Utero” publicado em 1993. A música foi escrita por Kurt Cobain que, numa entrevista com o biógrafo Michael Azerrad, disse ter sido inspirado pela tristeza que lhe havia provocado um documentário sobre crianças com cancro. No entanto, outras teorias dizem que a música é, na verdade, sobre Courtney Love, mulher do vocalista.