Dark Mode Wh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Cristiano Ronaldo, Trump, Michael Jordan e atores lamentam morte de Kobe Bryant

Donald Trump, Kareem Abdul-Jabbar, Michael Jordan, Ellen Degeneres, Cristiano Ronaldo, Messi. Foram muitos os famosos que lamentaram a morte de Kobe Bryant, num desastre de helicóptero.

i

Getty Images

Getty Images

Donald Trump, Cristiano Ronaldo, Michael Jordan, Messi, Ellen Degeneres, Reese Witherspoon. Foram muitos os famosos que lamentaram, nas redes sociais, a morte de Kobe Bryant, num desastre de helicóptero na Califórnia. A filha de 13 anos de Bryant também morreu na queda do helicóptero, uma informação que só foi noticiado depois da informação inicial da morte da antiga estrela da NBA.

O presidente dos Estados Unidos considerou a morte de Bryant uma “notícia terrível”.

O futebolista português Cristiano Ronaldo, por muitos considerado um dos melhores de todos os tempos (tal como Kobe), reagiu no Instagram. Ronaldo afirmou-se “muito triste” com o desaparecimento de Kobe Bryant, considerando que o ex-basquetebolista era “uma verdadeira lenda” e uma “inspiração para tanta gente”.

Já o ator britânico Idris Elba afirmou que se trata de “um dia triste” e que o ex-jogador será “recordado para sempre”.

Por seu lado, a norte-americana Reese Witherspoon manifestou-se “devastada” com a notícia da morte de Bryant, que qualificou de “atleta extraordinário e um homem genuinamente bondoso e maravilhoso”. A atriz também enviou “compaixão” e “orações” para a família do ex-jogador e para “toda a família da NBA”.

“O meu coração está partido, pela sua mulher e pela sua família”, apontou a apresentadora de televisão Ellen DeGeneres. A também atriz disse-se “atordoada e entristecida pelas notícias”.

A antiga bailarina e cantora Paula Abdul publicou uma foto sua com Bryant, a quem chamou de “querido amigo”. “O Kobe tinha uma grande coração e um amor ainda maior pela comunidade de Los Angeles. Através da sua fundação, mudou as vidas de tantas pessoas e famílias”, escreveu.

O presidente e CEO da Walt Disney referiu-se a Kobe como “um gigante no desporto e uma pessoa cheia de vida”. “Notícias terríveis e muito difíceis de processar”, completou.

O humorista Trevor Noah foi parco nas palavras para comentar o assunto: “Jesus. Isto parte o coração”.

Irmã de Michael Jackson, La Toya Jackson disse que as notícias são “devastadoras”.

Do lado dos jogadores, o esloveno dos Dallas Mavericks Luka Doncic não queria acreditar nas primeiras notícias que davam conta do desastre que vitimou Kobe Bryant, mas não sem antes ter dito: “por favor, não!”.

Mais tarde, publicou uma foto sua ao lado de Gianna, a filha de Bryant que também morreu no acidente.

O antigo jogador Dwayne Wade, colega de Kobe Bryant na seleção olímpica de basquetebol dos EUA, também reagiu no Twitter.

A ginasta olímpica norte-americana Simone Biles também recorreu a uma foto: a de Bryant rodeado da equipa olímpica de ginástica dos Estados Unidos. E com uma frase: “Descansa em paz, Kobe”.

Kareem Abdul-Jabbar, o basquetebolista com maior número de pontos marcados na história da NBA, também lamentou a morte de Bryant, “um grande homem de família”, que “adorava a mulher e as filhas”. “Era um atleta incrível, e um líder em muitas formas, inspirou uma geração inteira de atletas”, disse num vídeo publicado no Twitter. Na descrição escreveu: “A maioria das pessoas vai lembrar-se de Kobe como um atleta magnífico que inspirou toda uma geração de jogadores de basquetebol. Mas eu irei lembrar-me dele como um homem que era muito mais do que um atleta”.

“Para a família do Kobe quero enviar os meus mais sinceros pêsames e os meus pensamentos estão convosco”, disse ainda.

Shaquille O’Neal, outro histórico basquetebolista, publicou uma série de fotografias com o amigo e colega de profissão. “Não há palavras para expressar a dor que sinto com esta tragédia de perder a minha sobrinha Gigi e o meu irmão Kobe Bryant. Adoro-te e vamos sentir a tua falta”.

Num desporto diferente, Tom Brady, estrela de futebol americano também recorreu às redes sociais para mostrar o pesar. “Já sentimos a tua falta Kobe”, escreveu.

“Ainda não consigo acreditar”, disse, por sua vez, o ex-velocista jamaicano Usain Bolt.

Spurs e Raptors violam regra dos “24” segundos em homenagem a Kobe

No início do jogo deste domingo entre os San Antonio Spurs e os Toronto Raptors, os jogadores prestaram homenagem a Bryant. Como? Violando a regra dos 24 segundos (24 era o número de Kobe Bryant). A regra define que quando uma equipa tem posse de bola, possui 24 segundos para a lançar ao cesto adversário. Ora, em duas ocasiões seguidas, as equipas violaram propositadamente essa regra, deixando que o relógio dos 24 segundos se esgotasse.

Numa publicação no Twitter, o FC Barcelona diz-se “chocado” com a morte de Kobe Bryant, “um atleta exemplar tanto dentro como fora do campo de basquetebol”. “As nossas mais sinceras condolências para a sua família. Descansa em paz”.

Lionel Messi, capitão do Barcelona, refere que está “sem palavras” perante a notícia. “Todo o meu carinho está com a família e os amigos do Kobe. Foi o prazer conhecê-lo e compartilhar bons momentos juntos. Perdemos um génio como poucos.”

Pau Gasol, jogador espanhol de basquetebol, que jogou com Bryant nos Lakers de 2008 a 2014, refere que está “mais do que devastado… o meu grande irmão… não consigo, simplesmente não consigo acreditar”. Juntos ganharam dois títulos.

Já Iker Casillas, guarda-redes do Futebol Clube do Porto, enviou os pêsames à família de Kobe, “ao mundo do basquetebol e ao desporto no geral”.

As palavras de pesar vieram também do ex-presidente dos EUA, Barack Obama, que carateriza Kobe como “uma lenda dentro de campo”. “Perder a Gianna é ainda mais devastador para nós como pais. A Michelle e eu enviamos o nosso amor e as nossas preces para a Vanessa e toda a família Bryant”.

O vídeo em que Le Bron James chora a morte do amigo

No dia antes de morrer, Kobe Bryant foi ultrapassado por Le Bron James e passou para quarto lugar na lista de pontos marcados durante a carreira na NBA. Naquela que foi a última publicação no Twitter, Kobe Bryant felicitou Le Bron e agradeceu-lhe por “continuar a levar o jogo para a frente”. Kobe terminou a carreira com 33.643 pontos.

Este domingo, perante as notícias da morte de Kobe, Le Bron foi visto a chorar o desaparecimento do amigo.

Já o antigo jogador Michael Jordan lamentou a morte do seu “irmão mais novo” Kobe Bryant, referindo que se tratava de um “feroz competidor” e de um pai “fantástico”. “Estou em choque com as trágicas notícias da morte de Kobe e de Gianna. As palavras não conseguem descrever a dor que sinto. Eu amava o Kobe, era como um irmão mais novo para mim”, referiu Michael Jordan em comunicado.

Jordan, antiga estrela dos Chicago Bulls e para muitos o melhor jogador de sempre da NBA, afirmou que costumava falar muitas vezes com Kobe Bryant, salientando que vai sentir falta desses momentos. “Ele era um feroz competidor, um dos melhores do jogo e uma força criativa. Kobe era também um pai fantástico que amava a sua família e que tinha muito orgulho no amor da sua filha pelo basquetebol”, acrescenta.

“És eterno, Kobe Bryant” e “Uma lenda nunca morre”

A Federação Portuguesa de Basquetebol lamentou no Facebook o desaparecimento de Kobe Bryant, com a legenda: “O Basquetebol e o desporto mundial ficaram hoje mais pobres. És eterno, Kobe Bryant!”

‪O Basquetebol e o desporto mundial ficaram hoje mais pobres. És eterno, Kobe Bryant! ‬‪#SomosBasquetebol #KobeBryant‬

Posted by Federação Portuguesa de Basquetebol on Sunday, January 26, 2020

Na sua página oficial no Twitter, o Sporting também prestou homenagem:

Centenas de fãs nas ruas prestam homenagem

Centenas de fãs de Kobe Bryant estão a prestar homenagem ao jogador junto ao Staples Center, na Califórnia, o pavilhão multiusos onde jogam os Los Angeles Lakers (e, precisamente, o local onde na noite deste domingo se realizam os Grammys).

Muitos gritam o nome do jogador, bem como MVP [“Most Valuable Player” ou “Jogador Mais Valioso”], uma distinção atribuída a jogadores que se destacam. Kobe foi cinco vezes campeão de NBA, duas vezes MVP das Finals e MVP da época de 2008.

Links promovidos

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.