A Uber continua o plano de expansão portuguesa e chega esta terça-feira à cidade de Évora, como serviço UberX. Cinco anos depois de a empresa ter começado a operar em Lisboa, está presente em mais de 20 cidades. Em Évora, já estava disponível desde julho do ano passado o serviço de entrega de refeições ao domicílio Uber Eats.

“Temos muitos utilizadores que tentam utilizar a aplicação da Uber em Évora para viajar. A partir de hoje, vamos disponibilizar o nosso serviço às pessoas que visitam e que vivem nesta cidade reforçando o nosso compromisso com Portugal”, refere em comunicado Manuel Pina, diretor geral da Uber em Portugal.

Atualmente, a tecnológica também presta serviços nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto, na região do Algarve, Braga, Guimarães, Coimbra, Aveiro e Ilha da Madeira. Desde que chegou ao país, os utilizadores já descarregaram mais de 2,8 milhões de vezes a aplicação.

A entrada em Évora chega semanas depois de os motoristas se terem manifestado em Lisboa e Porto contra a redução das tarifas da Uber, em cerca de 10%, mantendo a comissão de 25% que cobra por cada serviço efetuado, diminuindo a margem de lucro dos profissionais que prestam serviço para a aplicação.

Em entrevista ao Observador, Manuel Pina afirmou que, para já, não estavam previstas mudanças na comissão. O novo diretor-geral disse ainda que o negócio das viagens, em Portugal, era rentável, mas não revelou quanto. Além dos carros, a Uber disponibiliza em Lisboa trotinetes e bicicletas elétricas partilháveis.

Nas principais cidades, a Uber concorre com outros TVDE (transporte em veículo de passageiros ligeiros descaracterizados), como a Bolt (ex-Taxify) ou a Kapten (ex-Chaffeur-Privée). E é a que cobra a comissão mais elevada aos motoristas.