Mais de 213.000 receitas sem papel foram prescritas no primeiro ano de funcionamento da aplicação de Prescrição Eletrónica Médica (PEM Móvel), que tem mais de 13.000 médicos registados, segundo os Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS).

Segundo os SPMS, a PEM Móvel tem 13.108 médicos registados. Só em janeiro deste ano, 5.912 médicos usaram esta aplicação para prescrever receitas aos seus pacientes.

No total, a aplicação permitiu prescrever 213.340 receitas sem papel, num total de 478.615 embalagens de medicamentos.

“Muito simples e útil nas consultas em contexto de domicílio, ou quando o médico se encontra longe do doente, a aplicação permite uma maior mobilidade e segurança ao ato de prescrever, tanto para cidadãos, como para médicos que podem prescrever receitas através do telemóvel”, lembra a SMPS numa nota enviada às redações.

Após a portaria que lançou a aplicação, a SPMS desenvolveu uma estratégia de formação dos profissionais considerados inadaptados pela Ordem dos Médicos para poderem utilizar a PEM, tendo já promovido 10 sessões com a participação de 67 médicos.

“Num ano, a utilização da aplicação de Prescrição Eletrónica Médica tem aumentado de forma significativa e é notória a diferença no ato de prescrever, mais simples, prático e cómodo para os cidadãos e para os médicos que podem prescrever receitas através do telemóvel, sem recorrer ao computador e sem necessidade de cartões”, acrescenta a nota.