A petrolífera BP em Angola anunciou esta quarta-feira um aumento do financiamento para 6,1 milhões de dólares nos próximos quatro anos para apoiar a ONG britânica HALO Trust no processo de desminagem na província de Benguela.

“A BP Angola anuncia que aumentou o financiamento para 6,1 milhões de dólares [5,4 milhões de euros] nos próximos quatro anos para apoiar o trabalho em Angola da organização britânica não governamental HALO Trust, dedicada à desminagem”, lê-se numa nota de imprensa distribuída pela petrolífera, na qual se acrescenta que foram também disponibilizados mais 4,9 milhões de dólares (4,3 milhões de euros) para juntar aos 2,1 milhões de dólares (1,8 milhões de euros) já anunciados em maio do ano passado.

O novo financiamento vai permitir à HALO empregar 130 pessoas, incluindo pelo menos 85 mulheres na província angolana de Benguela; no total, o projeto pretende possibilitar a utilização segura de 338 hectares de terra, equivalente a 191 campos de futebol, ajudando a acabar com a ameaça das minas até 2023″, acrescenta-se no comunicado distribuído esta quarta-feira.

Nos últimos 15 anos, a BP diz já ter investido 100 milhões de dólares nas comunidades locais e nas iniciativas sociais em Angola, o segundo maior produtor de petróleo da África subsaariana, país onde as minas ainda cobrem 23 mil hectares de terra.

Enquanto organização humanitária que acolheu o Príncipe Harry, aqui em Angola, é particularmente adequado que este apoio financeiro venha de uma empresa britânica”, comentou o presidente da HALO Trust, James Cowan.