A Câmara Municipal de Nelas vai comparticipar com 25 euros cada teste a realizar nos lares do concelho, num universo de 831 pessoas entre utentes e funcionários, um investimento total de 20 mil euros, foi esta quinta-feira anunciado.

“A Câmara Municipal de Nelas assumirá a comparticipação dos testes, no valor de 25 euros cada, sendo apoiados no total a realização de 831 testes, podendo o montante a despender pelo município chegar a valor superior a 20.000 euros”, refere uma informação do Município.

Segundo o documento, o restante do custo de recolha das amostras e realização em laboratório dos testes é suportado pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Os testes, “a realizar brevemente”, vão ser “feitos em larga escala”, uma vez que abrangem “todos os utentes e funcionários de todas as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) do concelho de Nelas e demais instituições que prestam apoio na área social”.

A autarquia alerta ainda que “a realização preventiva deste conjunto de testes não prejudica a realização imediata de testes em qualquer instituição do concelho de Nelas, a todos os seus utentes e funcionários, caso algum deles venha a ser diagnosticado positivamente com Covid-19”.

A Câmara Municipal continua atenta às necessidades de realização de testes a outras entidades que têm particular atividade no domínio desta doença, a quem não deixará de continuar a dar também todo o apoio”.

Segundo a autarquia, até quarta-feira o município registava 21 casos positivos com o novo coronavírus e 11 pessoas já recuperadas. O município também assinala dois óbitos por Covid-19 e ambos os casos “em consequência de patologias associadas a doenças graves”.

A nível global, segundo um balanço da AFP, a pandemia de Covid-19 já provocou mais de 181 mil mortos e infetou mais de 2,6 milhões de pessoas em 193 países e territórios.  Mais de 593.500 doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 785 pessoas das 21.982 registadas como infetadas, de acordo com a Direção-Geral da Saúde. Das pessoas infetadas, 1.146 estão hospitalizadas, das quais 207 em unidades de cuidados intensivos, e o número de doentes curados aumentou de 917 para 1.143.