SandSpace, uma aplicação criada por quatro jovens de São João da Madeira, é a única finalista portuguesa do Apps for Good UK, uma das maiores competições mundiais de apps. O projeto, que foi criado no âmbito da edição portuguesa do concurso, tem como objetivo dar em tempo a informação da ocupação de 685 praias.

Bruno Dylan, Diogo Resende, Jorge Correia e Nuno Castro, os jovens por detrás desta da SandSpace fizeram esta app para ajudar a mitigar a pandemia de Covid-19, e até já fizeram uma parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) para divulgarem esta informação.

A SandSpace está disponível para o sistema operativo móvel Android através da loja de aplicações Google Play. Para já, a app inclui a informação de “toda a costa continental e a dos arquipélagos dos Açores e Madeira”, diz a startup em comunicado.

Os Apps for Good UK é um programa educativo tecnológico organizado pela organização não governamental CDI que desafia alunos dos 10 aos 18 anos e professores a desenvolverem aplicações para resolverem problemas sociais. O objetivo deste concurso passa por desenvolver-se apps para tablets e smartphones que possam resolver problemas do mundo.

Este ano, devido à Covid-19, o concurso será inteiramente online e que irá receber as aplicações criadas neste ano letivo em todos os países. Ao todo, há 15 finalistas distribuídos por cinco categorias. O vencedor vai ser conhecido a 26 de junho.