A Nova Zelândia cancelou esta terça-feira os planos para sediar uma grande conferência que junta líderes da região Ásia-Pacífico em 2021 por causa da pandemia da Covid-19, optando por liderar um conjunto de reuniões virtuais. A Nova Zelândia deveria receber o fórum de Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC) em Auckland.

O evento iria atrair milhares de pessoas ao país ao longo do ano, culminando numa semana dedicada à reunião de líderes em novembro de 2021.

A APEC concentra-se na promoção do livre comércio e na cooperação económica. Os 21 membros incluem os EUA, China, Japão, Coreia do Sul, México, Indonésia, Rússia, Canadá, Austrália, Japão, Coreia do Sul, Filipinas e Hong Kong.

Em 2019, o Chile cancelou a reunião dos líderes da APEC por causa de violentos protestos contra o Governo. Este ano, a Malásia tem vindo a realizar reuniões virtuais da APEC.

O vice-primeiro-ministro da Nova Zelândia, Winston Peters, disse que era necessário cancelar a conferência do próximo ano por razões de planeamento e segurança.