Quatro dezenas de alunos da Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU), da Gandra, Paredes, distrito do Porto, foram colocados em quarentena após se saber que tinham contactado com uma colega que testou positivo para Covid-19.

O coordenador do Gabinete de Marketing e Relações Públicas da CESPU, Miguel Martins, explicou esta segunda-feira à agência Lusa que a estudante francesa, que não chegou a entrar em instalações daquele estabelecimento de ensino superior, testou negativo numa primeira despistagem ao novo coronavírus e positivo numa segunda.

Todos os colegas que com ela contactaram estão assintomáticos, mas serão submetidos a teste na quinta-feira, prevendo-se que os resultados sejam conhecidos na sexta-feira ou no início da próxima semana. “Até lá ficam em isolamento profilático”, disse o responsável.

Os alunos são todos do curso de Fisioterapia da Escola Superior do Vale do Sousa, um dos estabelecimentos de ensino tutelados pela CESPU.

A pandemia de Covid-19 já provocou mais de 531 mil mortos e infetou mais de 11,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.614 pessoas das 43.897 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.