A PSP expulsou 12 polícias e suspendeu 50 em 2019, na sequência de processos disciplinares, num ano em que cerca de 83% dos casos foram arquivados, revela esta sexta-feira aquela força policial.

O balanço social de 2019, publicado na página da Internet da Polícia de Segurança Pública, avança que no ano passado foram instaurados 1.276 novos processos disciplinares e decididos 2.018 processos, tendo transitado 2.524 para 2020. O relatório indica que transitaram 1.758 processos disciplinares de 2018 para 2019.

Entre os 2.018 processos decididos, 1.685 processos foram arquivados, 65 resultaram em repreensão escrita, 206 resultaram na aplicação da pena de multa, 50 tiveram como decisão final a aplicação de pena de suspensão e 12 resultaram na aplicação da pena de demissão”, destaca o mesmo documento.

O balanço social precisa que no ano passado 83,50% dos casos foram arquivados, tendo sido a pena de multa (10,215) a maior consequência dos processos disciplinares decididos.