Chamava-lhe a Bruxa, o mesmo nome da sua mãe. Primeiro a Jovem Bruxa e depois simplesmente a Bruxa, depois da morte súbita da feiticeira nascida antes dela. Se tinha outro nome, ninguém sabia. O seu rosto, sempre escondido sob um grosso véu negro mesmo nos dias mais quentes, era, tal como o seu verdadeiro nome, um mistério para quem vivia em La Matosa. Diziam-se muitas coisas sobre ela — que era rica, que tinha um tesouro escondido sob o chão da sua casa, que sabia feitiços poderosos e que tinha feito um pacto com o diabo. Histórias e mais histórias, que disfarçavam a verdade que apenas os jovens que participavam nas festas que organizava clandestinamente na sua cave sabiam e queriam esquecer, por conta da vergonha e, sobretudo, do preconceito — a figura sinistra que morava ao cimo da aldeia a que chamavam a Bruxa era um transexual que gostava de karaoke e de ajudar as mulheres que lhe batiam à porta em busca de uma receita milagrosa para os seus males.

É em torno desta figura misteriosa e enigmática, que alimenta a imaginação do povo de La Matosa, e do seu assassínio que o último romance de Fernanda Melchor se desenrola. Hurricane Season é o primeiro livro da autora, considerada uma das vozes mais fortes da nova literatura mexicana, a ser traduzido para a língua inglesa. Originalmente publicado em 2017, no México, chegou em fevereiro deste ano ao Reino Unido, numa edição da Fitzcarraldo Editions, e um mês depois aos Estados Unidos da América, pela New Directions.

Em ambos os países, foi recebido maioritariamente com grandes elogios — o The Guardian descreveu-o como “um trabalho intransigente e selvagem: difícil de escapar, construído para chocar”; a revista Literary Review chamou-lhe uma crónica “implacável de um processo de destruição”; o The New York Times “uma narrativa que não só desaprova uma atrocidade, como também incorpora a beleza e a vitalidade que perverte”; e o Financial Times “uma paisagem boschiana do inferno descrita com detalhe magnífico, mas angustiante”.

[O romance está nomeado para o International Booker Prize:]

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.