O tempos dos imensos jipes da Hummer, construtor que a General Motors (GM) adquiriu quando o H1 (que nasceu para fins militares) estava na moda, para depois descontinuar, terminaram há muito. O novo Hummer exibirá as dimensões de um H2 ou H3, mas será alimentado por bateria e montará exclusivamente motores eléctricos. O seu objectivo é surfar a onda das pick-up e dos SUV eléctricos, como a Cybertruck da Tesla e R1T da Rivian.

A decisão da GM em avançar para uma pick-up eléctrica é quase uma opção lógica num mercado como o norte-americano, onde esta classe de veículos figura entre os modelos que mais vendem, com a Ford F-150 à cabeça. Se a Ram já anunciou que não irá avançar com uma proposta destas, a Ford já se comprometeu a produzir uma F-150 eléctrica, sendo o Hummer o concorrente da GM. Este modelo vai ser apresentado a 20 de Outubro, dia em que as encomendas vão igualmente arrancar, mas vamos ter de esperar pelo Outono de 2021 para que as primeiras unidades comecem a chegar aos clientes.

A GM vai propor várias versões, com diferentes capacidades de bateria e distintos níveis de potência, tendo já mencionado um Hummer que teria 1000 cv e 15.574 Nm de binário, medido nas rodas, o que lhe permitirá ir de 0-96 km/h em somente 3 segundos. Sabe-se agora, através do mais recente vídeo teaser do modelo, que a futura pick-up eléctrica possuirá um modo de condução “caranguejo”. As imagens revelam um Hummer em que as rodas da frente e traseiras viram ambas para o mesmo lado, fazendo com que o modelo se desloque lateralmente.

A GM não revela mais elementos, mas depois de instalar um sistema de rodas direccionais traseiras, não faz sentido não permitir igualmente que o eixo posterior vire na direcção contrária às da frente, permitindo ao modelo maior capacidade de manobra e até realizar inversão de marcha em espaços mais reduzidos. Mesmo que o Hummer não seja capaz de girar sobre si próprio, como acontece na Rivian R1T, a realidade é que desta forma poderia realizar esta manobra em qualquer tipo de piso, terra ou asfalto, ao contrário da Rivian que apenas pode realizar o “tank turn” em terra.