O montante total da dívida pública portuguesa, na ótica de Maastricht, subiu mais 1,1 mil milhões em outubro, elevando o valor nominal para 268,1 mil milhões, um novo recorde, segundo dados que o Banco de Portugal divulgou esta quarta-feira.

“Em outubro de 2020, a dívida pública situou-se em 268,1 mil milhões de euros, aumentando 1,1 mil milhões de euros face ao mês anterior”, indica o Banco de Portugal, uma subida que “refletiu, em grande medida, emissões de títulos de dívida, no valor de 1,1 mil milhões de euros”.

O montante total é o mais elevado desde o início da série divulgada pelo Banco de Portugal (que se inicia em 1995).

Por outro lado, indica-se que a dívida pública líquida de depósitos aumentou 2,1 mil milhões de euros em relação ao mês anterior, totalizando 243,8 mil milhões de euros. Ou seja, esta é a dívida pública subtraída de recursos que estão nos cofres do Estado e que, em teoria, poderiam ser usados para amortizar no montante bruto.