Cerca de um mês após as presidenciais nos Estados Unidos que deram a vitória ao democrata Joe Biden, Donald Trump continua sem aceitar a derrota nas eleições, mas já perdeu mais de 30 em 50 processos levantados seja pelo republicano, seja pelos seus apoiantes para contestar os resultados.

A contagem foi feita pela Associated Press, que destaca o facto de o presidente norte-americano só ter tido ainda “uma pequena vitória”: Trump pôs em causa a decisão da secretária de Estado da Pensilvânia de alargar o prazo para os cidadãos enviarem os seus votos pelo correio sem que tivessem de apresentar um documento de identificação válida e um tribunal do estado deu-lhe razão, levando a que não fossem contados os votos validados entre 10 e 12 de novembro. Ainda assim, esta decisão não afeta a vitória de Biden, que segundo os resultados preliminares das presidenciais venceu na Pensilvânia com 50% dos votos contra 48,8% do candidato republicano.

EUA. Tribunal da Pensilvânia dá razão a Donald Trump

Nos últimos dias somaram-se novas derrotas. Além da recusa do Supremo Tribunal do Wisconsin em deliberar sobre processo movido pela campanha do candidato republicano para impugnar resultado eleitoral, que ocorreu na quinta-feira, no dia seguinte o Supremo também se recusou a ouvir um processo relativo à derrota de Trump levantado por um grupo conservador. Também na sexta-feira o Supremo Tribunal do Minnesota rejeitou um processo dos legisladores do Partido Republicado.

EUA. Supremo Tribunal do Wisconsin recusa deliberar sobre processo movido por Trump para impugnar resultado eleitoral

No mesmo dia, a campanha de Trump não só teve uma ação rejeitada num tribunal de recurso do estado do Michigan, como perdeu um processo para anular os resultados no Nevada. Um juiz do Arizona também considerou que a presidente do Partido Republicano desse estado não conseguiu provar que houve fraude na contagem dos votos, pelo que rejeitou a ação e manteve a vitória de Biden no Arizona.

Ainda na última quarta-feira Donald Trump fez um vídeo de 46 minutos em que insistiu na teoria de que houve fraude eleitoral nas presidenciais, um dia após o procurador-geral ter reconhecido que o Departamento de Justiça não encontrou provas de uma fraude que possa ter alterado os resultados eleitorais.

Eleições nos EUA: Trump insiste em denunciar fraude eleitoral sem apresentar provas

O presidente do Estados Unidos, contudo, parece não ser o único a não aceitar a derrota nas eleições. De acordo com uma sondagem do Washington Post, feita a republicanos da Câmara dos Representantes e no Senado, apenas 25 dos 249 congressistas reconhecem a vitória de Joe Biden.

Sondagem revela que apenas 25 dos 249 congressistas republicanos reconhecem vitória de Biden