O parlamento homenageou esta terça-feira o autarca e o dirigente do CDS-PP Nuno Lima Mayer Moreira, filho do antigo presidente centrista Adriano Moreira, que morreu em 16 de dezembro, realçando a sua “personalidade fortemente marcada pela democracia cristã”.

Os deputados aprovaram por unanimidade um voto de pesar, apresentado pelo CDS, pela morte de Nuno Moreira, irmão da deputada Isabel Moreira, do PS, e cumpriram um minuto de silêncio. Nas galerias do hemiciclo esteve presente Adriano Moreira, acompanhado da filha e de outros familiares.

Nuno Moreira era uma pessoa de trato afável e de convicções fortes. Deixa a quem com ele conviveu a memória da sua alegria, da sua generosidade, da sua disponibilidade, da sua vontade de ajudar e de fazer. Um homem bom e uma personalidade fortemente marcada pela democracia cristã”, segundo o voto lido pelo líder parlamentar do CDS, Telmo Correia.

O autarca e dirigente do CDS-PP Nuno Lima Mayer Moreira, filho do antigo presidente centrista Adriano Moreira, morreu em 16 de dezembro, aos 47 anos, “vítima de doença súbita”, informou o partido.

Nuno Lima Mayer Moreira era vogal do Conselho Nacional de Fiscalização, tendo sido também membro do Conselho Nacional e do Conselho Nacional de Jurisdição do CDS.

Nas eleições autárquicas de 2017 foi candidato à Junta de Freguesia da Ajuda, em Lisboa, onde era autarca na assembleia de freguesia.

Já nas últimas eleições legislativas, foi cabeça de lista do CDS-PP pelo círculo de Bragança.