Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Uns hackers atacaram a Kia, para agora exigir um resgate de 404,5833 bitcoins (cerca de 17.246.350€) para desencriptar o sistema. Segundo a publicação Bleeping Computer, o grupo de piratas informáticos assumiu o controlo de alguns sistemas da marca, que encriptaram e a que o construtor e respectiva rede de concessionários deixaram de ter acesso.

Para que tudo volte ao que era, os criminosos exigem o mencionado pagamento em bitcoins, uma moeda virtual que ‘cai que nem sopa no mel’ para este tipo de crimes. E se a Kia não pagar rapidamente, ameaçam que a fasquia sobe para 600 bitcoins, cerca de 25,6 milhões de euros.

Ao que parece, a Kia não admite o “rapto” do software e muito menos o pedido de resgate. Mas a publicação Bleeping Computer afirma ter consigo a nota das exigências que os criminosos enviaram para o fabricante. De acordo com as informações avançadas, o problema está de momento limitado à Kia Motors América e à sua rede de concessionários.

Depois de muita pressão por parte dos media, a Kia acabou para reconhecer as dificuldades que está a sentir com alguns dos seus sistemas informáticos, sem contudo admitir a associação a roubo de dados ou a pedidos de regate. Reconhece, no entanto, que há um problema informático e diz que espera conseguir ultrapassá-lo nos próximos dias.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR