A Comissão Distrital de Lisboa do PSD saudou esta sexta-feira a candidatura de Carlos Moedas à presidência da Câmara Municipal da capital, considerando que “é o mais qualificado e mais bem preparado para se bater contra Fernando Medina”.

O presidente da Distrital de Lisboa do PSD, Ângelo Pereira, citado num comunicado, diz que Carlos Moedas “é muito mais do que o candidato do centro-direita a Lisboa. É o único candidato da mudança, o candidato da alternativa ao esquerdismo que atrasa Lisboa e a afasta da bitola das grandes capitais europeias”.

A Comissão Distrital manifesta também na nota a sua satisfação por Carlos Moedas ter aceitado “o desafio”, considerando-o uma “pessoa íntegra e generosa, um homem culto e bem preparado, um líder motivador de equipas, um político muito competente, e um vencedor nato”.

Representa o que de melhor a política portuguesa produziu nos últimos anos e é uma referência para uma nova geração da nossa Democracia: uma geração mais preparada, cosmopolita, aberta às novas ideias, e com uma ambiciosa vontade de mudança”, é referido.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Comissão diz também que o “percurso cívico e político de Carlos Moedas comprova a sua preparação e atesta a sua vocação vencedora”, destacando o seu percurso político e igualmente o académico e profissional, anterior à política.

Na nota, a Comissão destaca que “a cidade de Lisboa precisa de mudar de registo e de virar a página do imobilismo recente” e congregar “um projeto de futuro para a vida das pessoas”.

Infelizmente a Câmara Municipal de Lisboa está hoje capturada pelo imobilismo, pela rotina, pelo acomodamento a um conjunto de falhanços, pela persistência em demasiados erros, e por uma catadupa de promessas não cumpridas”, é realçado.

Na nota é ainda referido que o “PSD faz um balanço francamente negativo do mandato da gestão socialista da Câmara Municipal de Lisboa, por isso Carlos Moedas é a pessoa mais indicada para protagonizar uma alternativa ambiciosa que mobilize as energias das pessoas e sirva os anseios da população da capital do país”.

A Comissão Política Distrital de Lisboa diz ainda que após proposta da Comissão Política da Secção de Lisboa, irá rapidamente decidir aprovar formalmente a candidatura de Carlos Moedas.

O presidente do PSD, Rui Rio, anunciou na quinta-feira a candidatura à capital do atual administrador da Gulbenkian e ex-comissário europeu pelo PSD e disse já ter comunicado a decisão ao presidente do CDS-PP, havendo uma “vontade comum” que Carlos Moedas seja o candidato dos dois partidos à Câmara.

Carlos Moedas vai ser candidato do PSD a Lisboa. CDS apoia decisão

O líder do PSD disse já ter comunicado a decisão ao presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos, em vésperas de os dois partidos assinarem um acordo-chapéu para as coligações autárquicas.

Rui Rio afirmou numa declaração sem direito a perguntas que sempre considerou Carlos Moedas a “melhor solução” para a Câmara Municipal de Lisboa, defendendo que o partido não está obrigado a vencer na capital, mas que tinha de apresentar “uma candidatura forte”.

Rio remeteu todas as perguntas para “o início da próxima semana”, altura em que Carlos Moedas deverá explicar as razões da aceitação do convite.