Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Os enfermeiros que estão a ser contratados pelas câmaras municipais e pelas administrações regionais de Saúde (ARS) para participar no esforço de vacinação podem ganhar entre 5 e 15 euros líquidos por hora, dependendo da entidade que paga, segundo o Jornal de Notícias.

A questão surge porque, nestes casos, não há um contrato tabelado pela carreira especial, mas recibos verdes, sem valor mínimo definido.

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses indica ao JN que os enfermeiros com quem falou e que trabalham com empresas de trabalho temporário recebem sete euros brutos por hora para vacinar, ou seja, 5,25 euros líquidos.

Covid-19. Ordem indica 9.366 enfermeiros disponíveis para processo de vacinação

Noutro caso referido pelo JN, a autarquia de Gaia revela que paga 10 euros à hora aos 52 enfermeiros que contratou diretamente.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já as câmaras de Oeiras ou de Cascais, por exemplo, recorrem à empresa Blue Ocean Medical, que paga 20 euros por hora aos enfermeiros chamados para o processo de vacinação, isto é, 15 euros líquidos.